Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Força Aérea síria afirma que derruba avião militar israelense

A Defesa Aérea da Síria derrubou um avião militar israelense e atingiu outro após quatro aviões terem violado o espaço aéreo do país, disse o Exército sírio na sexta-feira (17).


Sputnik


Hoje de manhã, um porta-voz das Forças de Defesa de Israel disse à Sputnik que os aviões da Força Aérea israelense tinham sido alvejados do solo depois de terem atacado várias posições no território da Síria.



Caça da Força Aérea de Israel (arquivo)
F-16 da Força Aérea israelense © Sputnik/ Serviço de imprensa da Força Aérea de Israel

"Nossos sistemas antiaéreos reagiram e derrubaram um dos aviões nos territórios ocupados. Outro avião também foi atingido e os restantes foram embora", disse o comando do exército em um comunicado obtido pela Sputnik.


O exército sírio destacou que suas instalações perto de Palmira foram alvo dos aviões israelenses.


Depois da declaração do Exército sírio, militares israelenses afirmaram que nenhum de seus aviões sofreu danos.


"Que nós saibamos, a segurança das aeronaves da Força Aérea israelense e dos cidadãos israelenses não foi comprometida em nenhuma das etapas", disse um representante do serviço de imprensa do exército de Israel à Sputnik.


O major-general do exército sírio Muhammad Abbas detalhou a situação:


"Hoje de manhã, às 02h40 (hora local), de acordo com uma fonte militar, a aviação israelense invadiu o espaço aéreo sírio na região de Al-Barij e se dirigiu para leste, em direção a Palmira, para destruir instalações militares sírias. Afirmo com segurança que os mísseis do adversário não causaram nenhum dano em nosso território, eles não atingiram os alvos. Segundo a defesa antiaérea, um avião israelense foi abatido, outro foi atingido. Os restantes regressaram. O avião derrubado caiu na zona ocupada. Acredito que a Força Aérea israelense deve estar chocada pela reação operacional, eficaz e precisa do exército sírio em defesa de seu espaço aéreo. Nossos meios de defesa antiaérea podem detectar a aproximação do inimigo até no céu da Jordânia e pode atingir o alvo em qualquer lugar sobre a Síria."



Postar um comentário