Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Oficial russo ferido na Síria perde um olho e as duas pernas

O major-general russo Pyotr Milyukhin, atingido por uma bomba durante operações no oeste da Síria no mês passado, acabou perdendo um olho e teve as duas pernas amputadas por conta dos graves ferimentos sofridos.


Sputnik


O oficial estava entre as vítimas do comboio russo que foi alvo de uma mina perto da cidade de Homs no último dia 16, incidente que provocou a morte de quatro soldados das Forças Armadas russas e deixou outros dois feridos. Atualmente, ele está sob cuidados intensivos no Hospital Militar Principal, em Moscou. 

Militares russos em Aleppo, na Síria (Arquivo)
Militares russos em Aleppo, Síria © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

De acordo com o Kommersant, os relatórios do Ministério da Defesa da Rússia indicam que 28 militares russos foram mortos na Síria desde o início das operações russas na república árabe, no final de setembro de 2015. A última baixa confirmada foi a do soldado Artem Gorbunov, assassinado na quinta-feira passada, quando repelia as tentativas dos terroristas do Daesh de avançar sobre as posições das forças sírias perto de Palmira.


Postar um comentário