Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Oficial russo ferido na Síria perde um olho e as duas pernas

O major-general russo Pyotr Milyukhin, atingido por uma bomba durante operações no oeste da Síria no mês passado, acabou perdendo um olho e teve as duas pernas amputadas por conta dos graves ferimentos sofridos.


Sputnik


O oficial estava entre as vítimas do comboio russo que foi alvo de uma mina perto da cidade de Homs no último dia 16, incidente que provocou a morte de quatro soldados das Forças Armadas russas e deixou outros dois feridos. Atualmente, ele está sob cuidados intensivos no Hospital Militar Principal, em Moscou. 

Militares russos em Aleppo, na Síria (Arquivo)
Militares russos em Aleppo, Síria © Foto: Ministério da Defesa da Rússia

De acordo com o Kommersant, os relatórios do Ministério da Defesa da Rússia indicam que 28 militares russos foram mortos na Síria desde o início das operações russas na república árabe, no final de setembro de 2015. A última baixa confirmada foi a do soldado Artem Gorbunov, assassinado na quinta-feira passada, quando repelia as tentativas dos terroristas do Daesh de avançar sobre as posições das forças sírias perto de Palmira.


Postar um comentário