Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

TOA - MPF quer que Exército consulte indígenas antes de instalar microcentral hidrelétrica no Tumucumaque

Comunidades indígenas têm direito à consulta prévia, livre e informada sempre que empreendimentos afetem seu território
MPF | DefesaNet

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que determine à União, na figura do Exército Brasileiro, não instalar microcentral hidrelétrica na terra indígena do Parque do Tumucumaque (AP), até que sejam atendidos todos os requisitos constitucionais para a exploração de recursos hídricos em terra indígena. Além disso, há também a necessidade de avaliação dos impactos socioambientais do empreendimento, bem como a consulta livre, prévia e informada aos indígenas. A ação foi protocolada em 11 de outubro.

A microcentral tem o objetivo de fornecer energia elétrica para propiciar autonomia ao pelotão, composto por 45 militares, localizado na faixa de fronteira entre Brasil e Suriname, no parque do Tumucumaque. Atualmente, os militares contam apenas com oito horas diárias de energia elétrica, dependendo integralmente de geradores a diesel, óleo cujo trans…

Por que Daesh explodiu Palácio de Justiça em Damasco?

O ministro da Justiça da Síria, Najm al Ahmad, declarou à Sputnik Árabe que a explosão do Palácio de Justiça em Damasco é uma tentativa dos terroristas de ocultar suas crimes no país. A razão é fácil: é ali onde ficam todos os documentos e evidências de crimes realizados pelo Daesh durante toda a guerra no país.


Sputnik


O homem-bomba do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia), que se explodiu perto da entrada, estava vestido com uniforme militar, passando despercebido pelas pessoas que estavam no local. Se tivesse conseguido entrar no edifício, as consequências da explosão teriam sido muito piores.

Segurança perto do Palácio de Justiça em Damasco, onde se explodiu homem-bomba do Daesh, 15 de março de 2017
Segurança próximo ao Palácio da Justiça, em Damasco, Síria © AFP 2017/ STRINGER / AFP

Segundo informações anteriores, a explosão resultou em 35 mortos e 45 feridos, além disso, o edifício foi fortemente danificado. Tais ações dos terroristas são de se esperar, pois eles assassinam, explodem e destroem, acrescentou al Ahmad à Sputnil Árabe.

O ministro acrescentou que o segundo terrorista, que não conseguiu se explodir, foi detido. Além disso, uma investigação será efetuada sobre a explosão e não há dúvidas de que o atentado esteja lidado às vitórias do exército sírio e avanços diplomáticos nas negociações em Astana e Genebra.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas