Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Fora do normal': OTAN teria usado armas climáticas para atingir êxito em operação militar

Uma das teorias de conspiração mais populares é a possível influência humana no clima com armas de tecnologia de última geração. Neste contexto, ganhou talvez o maior destaque o projeto HAARP dos EUA. Oficial da Força Aérea russa e meteorologista, Yevgeny Tishkovetz, contou para a Sputnik até que ponto os humanos podem mudar condições climáticas.
Sputnik

O HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program, em inglês) é um projeto financiado pelas Forças Armadas dos EUA que visa estudar a ionosfera para aperfeiçoamento de suas capacidades de comunicação por rádio e dos sistemas de vigilância com ajuda de tecnologias de ponta.


Há uma teoria de que o sistema HAARP teria sido utilizado na operação militar da OTAN na Iugoslávia em 1999. Yevgeny Tishkovetz, meteorologista do centro Fobos e ex-chefe do serviço meteorológico do Ministério da Defesa russo, disse à Sputnik Sérvia que o sistema pode ter sido realmente usado na Iugoslávia.

Segundo o oficial, a Aliança não tinha como realizar seus…

Síria pede ao Conselho de Segurança que condene Israel por ataque a Palmira

O Ministério das Relações Exteriores da Síria enviou duas cartas ao Conselho de Segurança da ONU (CSNU) na sexta-feira, pedindo para condenar Israel pelo ataque à cidade síria de Palmira e violações do espaço aéreo sírio.


Sputnik

Mais cedo nesta sexta-feira, o exército do governo sírio disse que havia derrubado um dos quatro jatos da Força Aérea Israelense que supostamente violavam seu espaço aéreo e alvejava unidades sírias perto de Palmira. As Forças de Defesa de Israel (IDF) disseram a Sputnik que seu avião não foi derrubado. 


Israeli F-16
F-16 da Força Aérea de Israel © AP Photo/ Ariel Schalit, file

"A Síria pede ao Secretário-Geral da ONU e ao Presidente do Conselho de Segurança da ONU que condenem esta agressão flagrante israelense e obrigue Israel a parar de apoiar o terrorismo na Síria e a aplicar todas as resoluções do CSNU sobre a luta contra o terrorismo, o Golã sírio ocupado até a linha de 4 de junho de 1967 e para implementar a resolução No. 497 para 1981", disse o ministério sírio das Relações Exteriores, citado pela agência de notícias Sana.


As alegações de que seus jatos foram atacados são usadas por Jerusalém para justificar a ocupação dos territórios sírio, palestino e libanês, disse o ministério sírio.

Em dezembro, a Síria teria derrubado um avião de guerra israelense e um veículo aéreo não tripulado sobre a província de Quneitra, no sudoeste do país. 

As IDF negaram as reivindicações. Em novembro, as IDF disseram que um míssil que se acredita ser lançado da Síria, atingiu as colinas do Golã do norte controladas pelos israelenses sem causar quaisquer baixas. A medida foi retaliada abrindo fogo.

Postar um comentário