Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Terroristas do Daesh atacam Deir ez-Zor ferindo 25 pessoas, a maioria crianças

Terroristas do Daesh atacam a cidade síria de Deir ez-Zor ferindo 25 pessoas, a maioria crianças.


Sputnik

Pelo menos 25 pessoas ficaram feridas em um bombardeio na cidade síria de Deir ez-Zor. O ataque foi realizado por terroristas do Daesh (grupo proibido na Rússia e em muitos outros países), relata a agência SANA. 


Habitantes da cidade de Deir ez-Zor, foto de arquivo - 26 de setembro, 2013
Ataque a Deir ez-Zor © AFP 2017/ AHMAD ABOUD

De acordo com a agência, a maioria das vítimas é crianças.

Os mísseis explodiram nos bairros de al-Qusur e al-Joura, no oeste de Deir ez-Zor.

Na segunda-feira (6), foi relatado que as unidades do exército sírio entraram em confrontos com terroristas do Daesh nos subúrbios a sul de Deir ez-Zor.

A cidade de Deir ez-Zor, que está sendo controlada pelas forças do governo sírio, está cercada pelo Daesh desde julho de 2014. Os moradores de Deir ez-Zor e os militares só recebem comida e ajuda humanitária através de corredores especiais. Em 30 de janeiro, as Nações Unidas reiniciaram as entregas de ajuda após uma pausa de duas semanas.


Postar um comentário