Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pequim acha que exercícios dos EUA e da Coreia do Sul escalam situação na região

Os exercícios conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul não contribuem para a desescalação na península coreana, acrescentou na segunda (21) a representante oficial Hua Chunying.
Sputnik

Os exercícios conjuntos Ulchi Freedom Guardian (UFG) se iniciaram na Coreia do Sul na segunda-feira. 


"Os exercícios conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul não contribuem para a desescalação da situação na península coreana, bem como para os esforços das partes no sentido de realizar negociações", comunicou Hua Chunying durante o briefing.

Ela chamou os EUA, a Coreia do Sul e os outros países a darem passos construtivos que contribuam para o reinício das negociações e para a regularização racional do problema nuclear da península Coreana.

Cerca de 50 mil militares sul-coreanos e 17 mil norte-americanos participam dos exercícios.

Anteriormente havia sido comunicado que os EUA e a Coreia do Sul acordaram influenciar Pyongyang com o deslocamento de armas estratégicas norte-americanas – submarinos nuclear…

Estado Islâmico diz que EUA 'estão sendo governados por um idiota'

Foram os primeiros comentários oficiais do grupo em referência ao presidente Donald Trump desde que ele tomou posse, em janeiro


O Estado de S.Paulo

CAIRO - O grupo terrorista Estado Islâmico afirmou nesta terça-feira, 4, que os Estados Unidos estão afundando e "sendo governados por um idiota". Durante a campanha, Trump afirmou que faria da derrota do grupo uma "prioridade" de sua presidência.



Estado Islâmico destrói novo sítio histórico e Iraque pede ajuda aos EUA
Militantes do Estado Islâmico (EI) que destruíram quatro sítios arqueológicos assírios entre fevereiro e março deste ano | Foto: APPhoto

Foram os primeiros comentários oficiais do grupo em referência ao presidente Donald Trump desde que ele tomou posse, em janeiro. "América, você se afogou e não há salvador, e você se tornou presa dos soldados do califado em cada parte da terra, vocês estão falidos e os sinais de seu fim são evidentes aos olhos de todos", disse o porta-voz Abi al-Hassan al-Muhajer.

"Não existe indício maior do que o fato de que vocês estão sendo governados por um idiota que não sabe o que é a Síria ou o Iraque ou o islã", afirmou ele em uma gravação divulgada nesta terça-feira na rede de mensagens Telegram.

Forças apoiadas pelos EUA estão lutando para retomar as duas maiores cidades ocupadas pelo grupo – Mossul, no Iraque, e Raqqa, na Síria.

"Morra de despeito, América, morra de despeito, uma nação onde tanto jovens quanto velhos estão correndo para morrer em nome de Deus não será derrotada", disse Al-Muhajer.

O governo Trump informou estar examinando maneiras de acelerar uma campanha da coalizão liderada por Washington que, segundo autoridades do Iraque e dos EUA, até agora está tendo sucesso em extirpar militantes do Estado Islâmico do Iraque e da Síria.

A perda de Mossul, o último grande bastião do Estado Islâmico no país, representaria um grande golpe para os extremistas.

Autoridades iraquianas e americanas estão se preparando para batalhas menores depois que a cidade for recapturada e disseram acreditar que o grupo irá recuar e lutar como uma insurgência tradicional.  (REUTERS)



Postar um comentário

Postagens mais visitadas