Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministério das Relações Exteriores russo acusa EUA de ajudar terroristas na Síria

Ao reforçar seu interesse em liquidar o Daesh [organização terrorista proibida na Rússia] da face da Terra, Moscou se mostrou preocupada com o fato de os EUA demonstrarem o contrário através de suas ações, ressalta Sergei Ryabkov, vice-ministro do ministério.
Sputnik

"Apesar de tudo, alguns objetivos políticos e geopolíticos são mais importantes para Washington, o que está declarado no plano de lealdade à luta antiterrorista", disse Ryabkov a jornalistas. Segundo ele, a Rússia espera que Washington prove na prática a sua lealdade à luta contra o terrorismo na Síria.


Além disso, o diplomata chamou a morte do tenente-general Valery Asapov de preço pago pela Rússia pela hipocrisia dos EUA na questão da resolução da crise síria. Asapov, que chefiava o grupo dos conselheiros militares russos, morreu na região de Deir ez-Zor durante bombardeio do Daesh.

Na véspera, o Ministério da Defesa da Rússia publicou fotos aéreas dos bairros a norte de Deir ez-Zor controlados pelos terroristas d…

'EUA apresentam para ONU projeto de resolução sobre Síria com base em relatos falsos'

Segundo a porta-voz do MRE russo, Maria Zakharova, os EUA e outros países apresentaram um projeto de resolução sobre a Síria "completamente" baseado em relatos falsos.


Sputnik

"No dia 4 de abril, a Força Aérea da Síria realizou ataques aéreos contra as posições de extremistas nos arredores orientais da cidade de Khan Shaykhun como parte da liquidação de consequências do recente avanço de terroristas na província de Hama. Equipamento militar e depósitos de munições eram o alvo [de ataques]. No território das instalações estavam localizadas oficinas que produziam minas terrestres contendo substâncias venenosas", disse Zakharova.


Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.
Maria Zakharova © Sputnik/ Aleksandr Vilf

A Coalizão Nacional Síria da Oposição e das Forças Revolucionárias comunicou sobre 80 vítimas e 200 feridos em resultado de um ataque com uso de armas químicas na cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib. As forças da oposição declaram que a responsabilidade é do exército sírio.

Anteriormente, no dia 4 de abril, o porta-voz do Ministério da Defesa russo, general Igor Konashenkov, disse que aviões sírios conduziram um ataque aéreo perto da cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib, na Síria, contra um armazém de munições dos terroristas e uma concentração de equipamento militar.


Postar um comentário