Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

'EUA apresentam para ONU projeto de resolução sobre Síria com base em relatos falsos'

Segundo a porta-voz do MRE russo, Maria Zakharova, os EUA e outros países apresentaram um projeto de resolução sobre a Síria "completamente" baseado em relatos falsos.


Sputnik

"No dia 4 de abril, a Força Aérea da Síria realizou ataques aéreos contra as posições de extremistas nos arredores orientais da cidade de Khan Shaykhun como parte da liquidação de consequências do recente avanço de terroristas na província de Hama. Equipamento militar e depósitos de munições eram o alvo [de ataques]. No território das instalações estavam localizadas oficinas que produziam minas terrestres contendo substâncias venenosas", disse Zakharova.


Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.
Maria Zakharova © Sputnik/ Aleksandr Vilf

A Coalizão Nacional Síria da Oposição e das Forças Revolucionárias comunicou sobre 80 vítimas e 200 feridos em resultado de um ataque com uso de armas químicas na cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib. As forças da oposição declaram que a responsabilidade é do exército sírio.

Anteriormente, no dia 4 de abril, o porta-voz do Ministério da Defesa russo, general Igor Konashenkov, disse que aviões sírios conduziram um ataque aéreo perto da cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib, na Síria, contra um armazém de munições dos terroristas e uma concentração de equipamento militar.


Postar um comentário