Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia adverte exército sírio contra entrada em Manbij

O comunicado foi divulgado poucos dias depois de pelo menos quatro soldados americanos terem sido mortos em um atentado suicida na cidade de Manbij, no norte da Síria, cuja responsabilidade foi assumida pelo Daesh (grupo terrorista proibido em Rússia e em vários outros países).
Sputnik

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores turco, Hami Aksoy, alertou as Forças Armadas do governo sírio para que não tentassem entrar na cidade de Manbij, localizada no norte da Síria.


"Às Unidades de Proteção Popular curdas na Síria (YPG) não deveria ser permitido deixar que as forças do regime [do presidente sírio Bashar Assad] entrem em Manbij", disse Aksoy em uma entrevista coletiva na sexta-feira (18). Ele também destacou que "a retirada das tropas norte-americanas da Síria não deveria ajudar os terroristas das YPG e do Partido de União Democrática curdo (PYD)".

As declarações foram feitas depois que nesta quarta-feira (16) na cidade síria de Manbij ocorreu uma explosão em u…

'EUA apresentam para ONU projeto de resolução sobre Síria com base em relatos falsos'

Segundo a porta-voz do MRE russo, Maria Zakharova, os EUA e outros países apresentaram um projeto de resolução sobre a Síria "completamente" baseado em relatos falsos.


Sputnik

"No dia 4 de abril, a Força Aérea da Síria realizou ataques aéreos contra as posições de extremistas nos arredores orientais da cidade de Khan Shaykhun como parte da liquidação de consequências do recente avanço de terroristas na província de Hama. Equipamento militar e depósitos de munições eram o alvo [de ataques]. No território das instalações estavam localizadas oficinas que produziam minas terrestres contendo substâncias venenosas", disse Zakharova.


Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.
Maria Zakharova © Sputnik/ Aleksandr Vilf

A Coalizão Nacional Síria da Oposição e das Forças Revolucionárias comunicou sobre 80 vítimas e 200 feridos em resultado de um ataque com uso de armas químicas na cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib. As forças da oposição declaram que a responsabilidade é do exército sírio.

Anteriormente, no dia 4 de abril, o porta-voz do Ministério da Defesa russo, general Igor Konashenkov, disse que aviões sírios conduziram um ataque aéreo perto da cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib, na Síria, contra um armazém de munições dos terroristas e uma concentração de equipamento militar.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas