Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

EUA estão sobrevoando sem parar a península Coreana

A Força Aérea dos EUA está patrulhando espaço aéreo da península Coreana devido às "provocações" frequentes por parte da Coreia do Norte, informa o canal de televisão Fox News. Muitos aviões norte-americanos estão saindo da base aérea sul-coreana em direção à cidade de Osan.


Sputnik


EUA efetuam regularmente treinamentos da Força Aérea em grande escala usando, em particular, caças-bombardeiros F-16, destaca o Fox News.

Caça F-16 norte-americano
F-16 da USAF © REUTERS/ TT News Agency/Susanne Lindholm

Anteriormente, foi divulgado que a força de ataque da Marinha dos EUA, juntamente com o porta-aviões Carl Vinson, estava se dirigindo para a região da península da Coreia. A força também inclui dois destroieres e um cruzador com mísseis guiados que podem interceptar mísseis balísticos.

Neste domingo (9), o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Herbert McMaster, sublinhou a legitimidade desta decisão, reforçando ser "inaceitável" a existência do arsenal nuclear de Pyongyang.

Ele acrescentou que Donald Trump pediu aos militares para estarem preparados para "apresentar toda a gama de possibilidades na destruição desta ameaça".

Postar um comentário