Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

EUA temem mais ataque cibernético de Pyongyang do que de seus mísseis

John Kelly, secretário de Segurança Nacional, declarou que para os Estados Unidos um ciberataque norte-coreano representa uma maior ameaça de que seus mísseis.


Sputnik

"No caso da Coreia do Norte, sabem, eu não acho que seja possível realizarem um ataque com mísseis contra os EUA. Mas, claro que existe uma ameaça no espaço cibernético", disse o secretário de Segurança Nacional citado pela NBC. 

Resultado de imagem para john kelly
John Kelly, Secretário de Segurança Nacional dos EUA

Ele acrescentou também que, na sequência de últimos acontecimentos, estão sendo considerados vários níveis de ameaça: "Nós iremos estabelecer vários níveis de ameaça, para o caso de acontecer alguma coisa, e nós sentimos que existe uma possível ameaça. Queremos estar sempre precavidos."

Mais cedo, o vice-marechal do Exército Popular da Coreia, Choe Ryong-hae, declarou que o seu país está preparado para um conflito nuclear e para uma guerra total com os EUA.

Anteriormente, o canal NBC, citando uma fonte, havia informado que EUA podem levar a cabo um ataque preventivo contra a Coreia do Norte para impedir a realização de mais um teste nuclear de Pyongyang.

Os EUA enviaram recentemente para a península da Coreia um grupo aeronaval de ataque encabeçado pelo porta-aviões USS Carl Vinson. A Coreia do Norte, tal como em muitas outras ocasiões, ameaçou Washington com um ataque nuclear.


Postar um comentário