Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Ex-Secretário de Defesa dos EUA: ataque preventivo à Coreia do Norte resultará em guerra atômica

Um ataque preventivo dos EUA contra a Coreia do Norte, cuja possibilidade foi noticiada pela imprensa, pode resultar em uma guerra atômica, disse o ex-Secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta.


Sputnik


"Há uma explicação para o fato dos presidentes dos EUA, no passado, não terem 'apertado o gatilho' contra a Coreia do Norte. Mais de 20 milhões de pessoas em Seul se tornarão alvo de um ataque. Existe a possibilidade de uma guerra atômica, que poder custar a vida de milhões de pessoas. Por isso eu penso que devemos ser mais cuidadosos", disse Panetta à emissora NBC.

Leon Panetta
Leon Panetta © AP Photo/ Susan Walsh

Segundo Panetta, que chefiou o Pentágono durante a administração de Barack Obama, "as declarações da administração [de Trump] criam uma tensão ainda maior, considerando as provocações já existentes". Ele disse que os EUA "devem tomar cuidado" e "não devem fazer movimentos bruscos".

Panetta avisou que a possibilidade de ações "preventivas" contra Pyongyang é "perigosa", pois provocará uma resposta, cujo alvo pode ser a capital da Coreia do Sul.

"Recentemente demos uma chance à China de participar desse processo. Vamos ver o que eles podem fazer", disse o ex-Secretário de Defesa.

Postar um comentário