Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Países muçulmanos reconhecem Jerusalém como capital do Estado da Palestina

Os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI) acordaram nesta quarta-feira reconhecer Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidaram as outras nações a fazer o mesmo, em resposta à decisão dos EUA de declarar Jerusalém como capital de Israel.
EFE

"Declaramos Jerusalém Oriental como capital do Estado da Palestina e convidamos todos os países a reconhecer o Estado da Palestina com Jerusalém Oriental como sua capital ocupada", indica a minuta da declaração preparada nesta quarta-feira em Istambul por esta organização, formada por 57 países de maioria muçulmana.


A OCI, formada por 57 países de maioria muçulmana, inclui desde sua fundação em 1969 a Palestina como membro pleno, com sua capital em Jerusalém.

O documento, apresentado pelos "reis, chefes de Estado e de Governo dos Estados membros da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)", apresenta em 23 pontos a postura do mundo muçulmano perante a decisão dos EUA.

Nesse texto, a OCI &quo…

Exército da Síria anuncia que expulsou Estado Islâmico de cidade estratégica no norte do país

Deir Hafer é estratégica porque por atravessa estrada que une cidade de Aleppo com o oeste de Al Raqqa, considerada a "capital" do EI na Síria.


EFE


O exército da Síria anunciou nesta quarta-feira (29) que assumiu o controle da estratégica cidade de Deir Hafer, no leste da província de Aleppo, que estava nas mãos do grupo terrorista Estado Islâmico (EI). 

Resultado de imagem para deir hafer syria
Soldados sírios patrulham Deir Hafer © AFP 2017/ GEORGE OURFALIAN

Fontes militares, citadas pela "Sana", a agência de notícias oficial da Síria, afirmaram que as forças armadas do regime "restabeleceram a estabilidade e a segurança" em Deir Hafer e em 27 povoados e aldeias de seus arredores.

As fontes assinalaram que as unidades militares também conseguiram assumir o controle de 24 quilômetros da estrada que une Aleppo com a província vizinha de Al Raqqa, o principal reduto do EI na Síria.

Durante essas operações, os soldados causaram a morte de centenas de integrantes do EI e destruíram dezenas de veículos dos jihadistas.

A "Sana" indicou que Deir Hafer foi uma das primeiras e mais importantes bases do EI na Síria e que há sedes do comando do grupo, fábricas de explosivos e hospitais de campanha dos radicais em seu interior.

Esta cidade é estratégica porque por ela atravessa a estrada que une a cidade de Aleppo com o oeste de Al Raqqa, considerada a "capital" do EI na Síria, e está cerca de 100 quilômetros da barragem do rio Eufrates, a maior da Síria e dominada pelo EI.

Nas imediações da represa se encontram as Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, que têm o apoio da coalizão internacional e lutam contra o EI.

No território sírio, o EI enfrenta o exército nacional, que conta com apoio da Rússia, as FSD e rebeldes sírios, que têm cobertura das forças armadas da Turquia.

Postar um comentário