Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Kim Jong-un: Após 'declaração de guerra feroz', Trump e os EUA pagarão caro

Em um raro pronunciamento, o líder norte-coreano Kim Jong-un disse nesta sexta-feira (horário local) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu povo "pagarão caro"pelas “palavras excêntricas” que pregaram a destruição da Coreia do Norte.
Sputnik

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU, Trump afirmou que os EUA estão prontos para a "destruição total" da Coreia do Norte, caso isso se faça necessário.


Além disso, o presidente estadunidense chamou Kim de "Homem Foguete", pelo que considera uma "tática suicida" de provocações contra Washington e o resto dos seus aliados na Ásia.

"Agora estou pensando muito sobre a resposta que ele poderia ter esperado quando ele se permitiu que palavras tão excêntricas tropeçassem da sua língua", disse Kim, em declarações reproduzidas pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

"Qualquer coisa que Trump possa ter esperado, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Eu vou, …

Forças governamentais sírias repelem com sucesso avanço terrorista no sul do país

O Exército sírio está conseguindo conter a pressão dos militantes na província de Daraa, no sul do país. Uma fonte militar contou à Sputnik quais as medidas que se mostraram eficazes na luta contra terroristas.


Sputnik

Recentemente, as tentativas dos militantes para atacarem as posições dos militares sírios têm sido cada vez mais frequentes nas regiões fronteiriças com a Jordânia. 


Exército sírio repele contraofensiva dos terroristas no norte da província e Hama
Tropa do exército sírio © Sputnik/ Mikhail Voskresenskiy

Segundo comunicou a fonte da Sputnik Árabe, antes de atacarem, eles lançam bombas caseiras contra as fortificações de exército, as bombardeiam com morteiros de 120 milímetros e dirigem contra elas automóveis recheados com explosivos.

Conhecendo esta tática, os soldados sírios disparam contra os automóveis a longa distância, sendo que a Força Aérea também presta muito apoio às forças no terreno.

Na sequência do confronto mais recente, foram eliminados 75 terroristas do agrupamento Frente al-Nusra (proibido na Rússia), entre eles também havia cidadãos estrangeiros.

Durante o ataque, o comando militar decidiu ceder aos terroristas várias posições de combate que não representavam uma grande importância estratégica. Isso ajudou a poupar vidas dos militares e distender as forças do inimigo. Após isso, foi imediatamente lançada uma contraofensiva.

De acordo com fontes não oficiais, a chefia da organização terrorista ordenou atacar as regiões meridionais da Síria para compensar as derrotas nas províncias de Hama e Latakia.


Postar um comentário