Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Forças governamentais sírias repelem com sucesso avanço terrorista no sul do país

O Exército sírio está conseguindo conter a pressão dos militantes na província de Daraa, no sul do país. Uma fonte militar contou à Sputnik quais as medidas que se mostraram eficazes na luta contra terroristas.


Sputnik

Recentemente, as tentativas dos militantes para atacarem as posições dos militares sírios têm sido cada vez mais frequentes nas regiões fronteiriças com a Jordânia. 


Exército sírio repele contraofensiva dos terroristas no norte da província e Hama
Tropa do exército sírio © Sputnik/ Mikhail Voskresenskiy

Segundo comunicou a fonte da Sputnik Árabe, antes de atacarem, eles lançam bombas caseiras contra as fortificações de exército, as bombardeiam com morteiros de 120 milímetros e dirigem contra elas automóveis recheados com explosivos.

Conhecendo esta tática, os soldados sírios disparam contra os automóveis a longa distância, sendo que a Força Aérea também presta muito apoio às forças no terreno.

Na sequência do confronto mais recente, foram eliminados 75 terroristas do agrupamento Frente al-Nusra (proibido na Rússia), entre eles também havia cidadãos estrangeiros.

Durante o ataque, o comando militar decidiu ceder aos terroristas várias posições de combate que não representavam uma grande importância estratégica. Isso ajudou a poupar vidas dos militares e distender as forças do inimigo. Após isso, foi imediatamente lançada uma contraofensiva.

De acordo com fontes não oficiais, a chefia da organização terrorista ordenou atacar as regiões meridionais da Síria para compensar as derrotas nas províncias de Hama e Latakia.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas