Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicóptero da marinha mexicana perde o controle e colide com o mar (VÍDEO)

Graças à ajuda dos pescadores locais, a Marinha Mexicana conseguiu resgatar todos os tripulantes, menos uma das pessoas que estavam a bordo do helicóptero. Duas pessoas necessitaram de tratamento médico e foram levadas para um hospital em San Felipe.
Sputnik

Um helicóptero da Marinha Mexicana MI-17 com 12 pessoas a bordo caiu no mar ao largo da costa da Baixa Califórnia.


O helicóptero estaria patrulhando a área em busca de pesca ilegal neste sábado, quando aparentemente perdeu o controle e mergulhou direto no Golfo da Califórnia.

De acordo com um comunicado emitido pelo Secretariado da Marinha do México, dois dos tripulantes do helicóptero tiveram que ser levados para San Felipe em busca de atendimento médico imediato, enquanto as vidas dos outros 9 não corriam perigo imediato. Um membro da tripulação foi listado como desaparecido.

As autoridades navais também elogiaram os esforços dos pescadores locais que ajudaram na busca e salvamento, acrescentando que uma investigação sobre a causa do…

Irã não precisa de permissão para construir mísseis, diz presidente

O Irã não vai pedir "licença a ninguém" para construir mísseis, disse no sábado (15) o presidente do país, Hassan Rouhani, no que parece ser uma resposta aos esforços dos EUA de impedir o desenvolvimento do Exército iraniano, relata a agência Reuters.


Sputnik

"O fortalecimento das capacidades das Forças Armadas iranianas […] visa somente defender o país e nós não vamos pedir licença a ninguém para desenvolver as Forças Armadas e para construir mísseis e aeronaves", disse o presidente em um evento militar, transmitido pela televisão estatal. 


O presidente do Irã Hassan Rouhani (segundo à esquerda) e o ministro da Defesa Hossein Dehghan (à esquerda) perto do sistema de mísseis Bavar 373 em Teerã, Irã, 21 de agosto de 2016
Presidente do Irã, segundo a esquerda, próximo ao sistema Bavar 373 © REUTERS/ President.ir

Rouhani também observou que o Irã nunca teve "objetivos agressivos, mas a paz não é um caminho sem retorno e, se nós optarmos por ficar em paz, pode ser que a outra parte não o faça, então há uma necessidade de vigilância."

Nas próximas presidenciais em maio, Rouhani espera obter o seu segundo mandato de quatro anos. O presidente desmentiu as afirmações dos adversários, segundo os quais o presidente estava ansioso por apaziguar o Ocidente ao concordar em interromper o programa nuclear do país em troca de levantamento das sanções.

Durante sua campanha eleitoral, o presidente norte-americano Donald Trump criticou o acordo nuclear e disse que iria interromper o programa de mísseis de Teerã. Em janeiro, depois que o Irã testou de um novo míssil balístico, Trump twittou que o país estava "brincando com o fogo".

O Irã, por sua vez, diz que seus testes de mísseis não violam o acordo nuclear.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas