Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Paquistão bombardeia regiões orientais do Afeganistão

A província de Kunar, no leste do Afeganistão, foi bombardeada a partir de território paquistanês, relata a agência Khaama Press citando autoridades locais.


Sputnik

Um representante da polícia provincial, Faridullah Dehgan, disse que em dois distritos da província em um só dia caíram cerca de 70 projéteis de artilharia. Ele observou que não há dados sobre vítimas, relata a agência.


Soldado paquistanês em guarda enquanto caminhão entra no Paquistão vindo do Afeganistão, na passagem de fronteira de Torkham
Soldado paquistanês na fronteira com o Afeganistão © AFP 2017/ Qazi RAUF AFRIDI

O canal de televisão Tolo News informou no dia anterior sobre um ataque de mísseis contra a província vizinha de Kunar — Nangarhar. O representante do governador de Nangarhar, Attaullah Hogiani, afirmou que ao longo das últimas 24 horas os militares paquistaneses dispararam cerca de 30 mísseis contra os condados de Lalpur, Mohmand Dara e Nazian.

Em meados de fevereiro, o Ministério das Relações Exteriores do Afeganistão chamou o embaixador do Paquistão em Cabul para expressar um protesto em conexão com o bombardeio de mísseis das províncias orientais. Como observado pelo canal Tolo News, o Ministério das Relações Exteriores do Afeganistão avisou o Paquistão sobre as consequências graves destes atos, declarando a necessidade de uma solução diplomática das questões que possam surgir entre as partes.


Postar um comentário