Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pequim acha que exercícios dos EUA e da Coreia do Sul escalam situação na região

Os exercícios conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul não contribuem para a desescalação na península coreana, acrescentou na segunda (21) a representante oficial Hua Chunying.
Sputnik

Os exercícios conjuntos Ulchi Freedom Guardian (UFG) se iniciaram na Coreia do Sul na segunda-feira. 


"Os exercícios conjuntos dos EUA e da Coreia do Sul não contribuem para a desescalação da situação na península coreana, bem como para os esforços das partes no sentido de realizar negociações", comunicou Hua Chunying durante o briefing.

Ela chamou os EUA, a Coreia do Sul e os outros países a darem passos construtivos que contribuam para o reinício das negociações e para a regularização racional do problema nuclear da península Coreana.

Cerca de 50 mil militares sul-coreanos e 17 mil norte-americanos participam dos exercícios.

Anteriormente havia sido comunicado que os EUA e a Coreia do Sul acordaram influenciar Pyongyang com o deslocamento de armas estratégicas norte-americanas – submarinos nuclear…

Para conter Coreia do Norte, 3 países estão realizando exercícios militares conjuntos

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul informou sobre início de exercícios militares marítimos conjuntos com EUA e Japão para combater submarinos da Coreia do Norte, informa a Yonhap.


Sputnik

Segundo declarações do Ministério da Defesa sul-coreano, as manobras serão iniciadas na segunda-feira (3) e realizadas durante três dias perto da ilha sul-coreana de Jeju, revela a Yonhap apontando que os treinamentos têm objetivo de preparar "resposta eficiente" dos três países a ameaças de submarinos norte-coreanos devido à elaboração de mísseis balísticos para submarinos pela Coreia do Norte. 


Izumo, destróier porta-helicópteros japonês (arquivo)
Izumo, destróier porta-helicópteros japonês © AFP 2017/ TORU YAMANAKA

Destroieres dos três países irão participar dos exercícios militares — Coreia do Sul entrará com seu destroier Kang Gam Chan, EUA enviarão McCampbell e o Japão — o Sawagiri. Planeja-se usar helicópteros Lynx e MN-60, bem como avião P-3 Orion. No decurso dos treinamentos, as partes vão praticar reconhecimento de submarino e troca de informação, informa a agência.

Desde o início deste ano, militares norte-coreanos realizam lançamentos de mísseis balísticos. O último lançamento de quatro mísseis, provavelmente de um novo tipo, foi realizado no início de março de 2017. Três deles caíram dentro de zona econômica exclusiva do Japão. De acordo com o Ministério da Defesa japonês, o míssil atingiu uma área no mar do Japão (também conhecido como o mar de Leste) 300-350 quilômetros a oeste da península de Oga, na província de Akita. Não foi registrado dano material algum devido ao lançamento dos mísseis em questão.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas