Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estados Unidos elaboram sistema transportável de luta contra drones

A companhia norte-americana Sierra Nevada elaborou uma instalação compacta para luta contra drones que pode ser instalada em picapes e funcionar eficazmente durante o movimento, informa o portal Defense News.
Sputnik

O novo sistema chamado X-Madis pode detectar, identificar e atingir os alvos com meios de guerra eletrônica mesmo em movimento à velocidade de até 80 km/h. Entretanto, para usar o sistema basta um só operador que o poderá dirigir da cabine do veículo, comunica o portal.

Segundo explicaram na companhia, o X-Madis pode ser instalado em várias plataformas móveis, tais como picapes pesadas, veículos todo-o-terreno leves ou barcos.

Além disso, o sistema já foi testado em vários tipos de veículos militares que estão em serviço do exército norte-americano.

O novo dispositivo foi apresentado na exposição SOFIC 2018 que atualmente está sendo realizada em Tampa, no estado norte-americano da Flórida.

Projeto preliminar do submarino nuclear brasileiro é concluído com sucesso

Poder Naval

O Projeto Preliminar do Submarino com Propulsão Nuclear Brasileiro (SN-BR) foi concluído, com sucesso, em janeiro deste ano.


Resultado de imagem para submarino brasileiro
Concepção do submarino com propulsão nuclear Álvaro Alberto

O Projeto está sendo conduzido pelo Corpo Técnico de Projeto (CTP), no Escritório Técnico de Projetos (ETP) da Coordenadoria-Geral do Programa de Desenvolvimento de Submarino com Propulsão Nuclear (COGESN), localizado nas dependências do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), subordinados à Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha. Na parceria com a França, a Empresa francesa “DCNS” tem, como uma das atribuições contratuais, a Transferência de Tecnologia (ToT), em Projeto de Submarinos, exceto ao que se refere à planta de propulsão nuclear, cuja responsabilidade é, exclusivamente, da Marinha do Brasil.

Ressalta-se que, no escopo da ToT, a DCNS transfere know how quanto ao Projeto de Submarinos, além de prover Assistência Técnica, Suporte e Capacitação ao CTP, por meio de treinamento e transferência de documentação técnica de referência.

O CTP conta, hoje, com, aproximadamente, 200 integrantes, entre militares (Oficiais e Praças) e Funcionários Civis da Empresa “Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A.” (AMAZUL), nos níveis de ensino superior e médio, dos quais 59 receberam treinamento em Projeto de Submarinos e Apoio Logístico Integrado (ALI), tanto na França, quanto no Brasil.

A conclusão do Projeto Preliminar foi validada pela DCNS e os seus resultados demonstraram a viabilidade e a exequibilidade do Projeto Final do SN-BR. O sucesso evidenciado ao término dessa Fase traduz um importante marco para a Marinha, transmitindo a confiança necessária para o prosseguimento das Fases subsequentes, quais sejam: detalhamento e construção do SN-BR.

Fonte: Marinha do Brasil



Postar um comentário