Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Pyongyang exibe possível novo míssil de longo alcance em desfile militar

Soldados norte-coreanos celebraram neste sábado (17) o 105º aniversário do fundador do país. Parada aconteceu em um momento de grande tensão com os Estados Unidos.


EFE


A Coreia do Norte mostrou neste sábado (17) vários mísseis balísticos, entre eles um possível novo projétil de alcance intercontinental, no desfile militar organizado por causa do aniversário de seu fundador, que acontece em um momento de grande tensão com os Estados Unidos. 

Mísseis exibidos durante parada militar em Pyongyang (Foto: KRT via AP)
Mísseis exibidos durante parada militar em Pyongyang (Foto: KRT via AP) 

No evento que comemora o 105º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, fundador do país, o regime fez desfilar pelo centro de Pyongyang sobre caminhões um tipo de projétil nunca antes mostrado em público e que poderia ser um novo míssil balístico intercontinental (ICBM) de combustível sólido.

Os especialistas na matéria estão analisando ainda as características deste novo projétil que, advertem, poderia ser falso, já que não é a primeira vez que o regime exibe em desfiles maquetes falsas de mísseis que está desenvolvendo.

Além de mostrar hoje mísseis de alcance médio Musudan e o misterioso e temido KN-08, que é disparado de plataforma móvel e que ainda não foi testado com sucesso, desfilaram na praça Kim Il-sung vários dos últimos desenvolvimentos do regime como o Pukguksong-1 e o Pukguksong-2, exibidos em público pela primeira vez.

O primeiro deles é um míssil balístico lançado de submarino (SLBM) e o segundo, um projétil de alcance médio que se lança de plataforma móvel e que foi testado pela primeira vez em fevereiro e em abril, teste que levou Washington a responder com o envio de um porta-aviões nuclear para a península da Coreia.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas