Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Pyongyang exibe possível novo míssil de longo alcance em desfile militar

Soldados norte-coreanos celebraram neste sábado (17) o 105º aniversário do fundador do país. Parada aconteceu em um momento de grande tensão com os Estados Unidos.


EFE


A Coreia do Norte mostrou neste sábado (17) vários mísseis balísticos, entre eles um possível novo projétil de alcance intercontinental, no desfile militar organizado por causa do aniversário de seu fundador, que acontece em um momento de grande tensão com os Estados Unidos. 

Mísseis exibidos durante parada militar em Pyongyang (Foto: KRT via AP)
Mísseis exibidos durante parada militar em Pyongyang (Foto: KRT via AP) 

No evento que comemora o 105º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, fundador do país, o regime fez desfilar pelo centro de Pyongyang sobre caminhões um tipo de projétil nunca antes mostrado em público e que poderia ser um novo míssil balístico intercontinental (ICBM) de combustível sólido.

Os especialistas na matéria estão analisando ainda as características deste novo projétil que, advertem, poderia ser falso, já que não é a primeira vez que o regime exibe em desfiles maquetes falsas de mísseis que está desenvolvendo.

Além de mostrar hoje mísseis de alcance médio Musudan e o misterioso e temido KN-08, que é disparado de plataforma móvel e que ainda não foi testado com sucesso, desfilaram na praça Kim Il-sung vários dos últimos desenvolvimentos do regime como o Pukguksong-1 e o Pukguksong-2, exibidos em público pela primeira vez.

O primeiro deles é um míssil balístico lançado de submarino (SLBM) e o segundo, um projétil de alcance médio que se lança de plataforma móvel e que foi testado pela primeira vez em fevereiro e em abril, teste que levou Washington a responder com o envio de um porta-aviões nuclear para a península da Coreia.


Postar um comentário