Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Pyongyang mantém silêncio sobre lançamento fracassado de míssil

A mídia norte-coreana não informou sobre o lançamento falhado de um míssil, anunciou um correspondente da televisão japonesa, NHK que se encontra em Pyongyang.


Sputnik


O Comité dos Chefes de Estado-Maior da Coreia do Sul informou que Pyongyang realizou um lançamento mal sucedido de um míssil balístico.

Congresso do Partido dos Trabalhadores em Pyongyang, Coreia do Norte
Congresso do Partido dos Trabalhadores de Pyongyang © REUTERS/ Damir Sagolj

O lançamento ocorreu na localidade de Sinpo, situada na província de Hamgyong do Sul (costa do mar do Japão).

O tipo do míssil é desconhecido, mas os especialistas acreditam que pode ter sido um míssil balístico de médio alcance KN-15.

De acordo com a NHK, o lançamento não foi mencionado na mídia norte-coreana.

Em 15 de abril Pyongyang realizou um grandioso desfile militar no dia em que se comemoraram 105 anos do nascimento do fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung.

No desfile foram exibidos, entre outras armas, novos mísseis que poderiam ainda estar em fase de desenvolvimento.

Para intimidar a Coreia do Norte, um grupo aeronaval norte-americano chefiado pelo porta-aviões americano USS Carl Vinson, entrou no sábado nas águas do mar do Japão. Nos últimos dias, as mídias japonesas e sul-coreanas debatem um possível ataque dos EUA contra a Coreia do Norte.

O Estado-Maior do Exército Popular da Coreia do Norte, o mais poderoso do mundo depois da China, advertiu que, em caso de provocação realizará um "ataque preventivo" contra as instalações militares dos EUA.


Postar um comentário