Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Pyongyang mantém silêncio sobre lançamento fracassado de míssil

A mídia norte-coreana não informou sobre o lançamento falhado de um míssil, anunciou um correspondente da televisão japonesa, NHK que se encontra em Pyongyang.


Sputnik


O Comité dos Chefes de Estado-Maior da Coreia do Sul informou que Pyongyang realizou um lançamento mal sucedido de um míssil balístico.

Congresso do Partido dos Trabalhadores em Pyongyang, Coreia do Norte
Congresso do Partido dos Trabalhadores de Pyongyang © REUTERS/ Damir Sagolj

O lançamento ocorreu na localidade de Sinpo, situada na província de Hamgyong do Sul (costa do mar do Japão).

O tipo do míssil é desconhecido, mas os especialistas acreditam que pode ter sido um míssil balístico de médio alcance KN-15.

De acordo com a NHK, o lançamento não foi mencionado na mídia norte-coreana.

Em 15 de abril Pyongyang realizou um grandioso desfile militar no dia em que se comemoraram 105 anos do nascimento do fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung.

No desfile foram exibidos, entre outras armas, novos mísseis que poderiam ainda estar em fase de desenvolvimento.

Para intimidar a Coreia do Norte, um grupo aeronaval norte-americano chefiado pelo porta-aviões americano USS Carl Vinson, entrou no sábado nas águas do mar do Japão. Nos últimos dias, as mídias japonesas e sul-coreanas debatem um possível ataque dos EUA contra a Coreia do Norte.

O Estado-Maior do Exército Popular da Coreia do Norte, o mais poderoso do mundo depois da China, advertiu que, em caso de provocação realizará um "ataque preventivo" contra as instalações militares dos EUA.


Postar um comentário