Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Síria pede ação da ONU contra o terrorismo

O Ministério das Relações Exteriores da Síria pediu que as Nações Unidas juntem esforços com Damasco no combate ao terrorismo neste domingo, um dia após um grande ataque que provocou a morte de dezenas de refugiados perto da cidade de Aleppo.


Sputnik


A chancelaria síria enviou duas cartas idênticas para a ONU e para o Conselho de Segurança da organização, destacando que o pedido de ajuda se estende a toda a comunidade internacional. 

Integrantes do Conselho de Segurança da ONU (arquivo)
ONU © REUTERS/ Eduardo Munoz 

"O governo da República Árabe da Síria reitera a necessidade urgente de unificar os esforços da comunidade internacional para combater o terrorismo, em total coordenação e cooperação com o governo sírio, e de parar as tentativas de ignorar o fato da prioridade de combater o terrorismo, para restaurar a segurança e a estabilidade na Síria e na região como um todo", dizem os documentos, de acordo com a agência SANA.

No último sábado, um atentado suicida levou à morte de mais de 70 pessoas que eram transportadas em um comboio que seguia das cidades de Foua e Kafraya para Aleppo. Outras 100, pelo menos, ficaram feridas no incidente.

Postar um comentário