Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Terroristas combatem entre si perto de Damasco, mais de 100 foram eliminados

Na sexta-feira (28), três grupos armados entraram em combate entre si nos arredores orientais de Damasco. Desde o início dos combates morreram 100 militantes, informa o canal de televisão Al-Mayadeen.


Sputnik

Confrontos intensos ocorreram entre os radicais da Jaysh al-Islam, Faylaq al-Rahman e Frente al-Nusra (organizações terroristas proibidas na Rússia). Segundo dados do canal, os combates ainda prosseguem. 


Situação na fronteira sírio-libanesa
Fronteira sírio-libanesa © Sputnik/ 

O exército sírio, por sua vez, continua efetuando uma operação militar tentando libertar o bairro de Kabun, nos arredores orientais de Damasco. Ao longo de vários dias, a artilharia e a aviação têm estado ativas na capital síria. Em resposta, os terroristas atacam regularmente com mísseis os bairros residenciais da cidade.

Ao mesmo tempo, a nordeste da capital, o exército sírio e as forças aliadas libertaram a cidade de Daraa, retomando assim o controle da fronteira sírio-libanesa.

A 130 quilômetros da cidade de Al-Zabadani, localizada perto da fronteira, militantes da Frente al-Nusra atacaram as posições da organização terrorista Daesh.

Entretanto, o exército libanês também bombardeou os destacamentos terroristas que tentam penetrar no país através da região de Ersal.

Durante todo o conflito militar sírio, os grupos terroristas utilizam o relevo montanhoso da fronteira sírio-libanesa para transportar ilegalmente armas, deslocar seus militantes para outras posições e organizar campos de treinamento e depósitos de armas.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas