Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Terroristas combatem entre si perto de Damasco, mais de 100 foram eliminados

Na sexta-feira (28), três grupos armados entraram em combate entre si nos arredores orientais de Damasco. Desde o início dos combates morreram 100 militantes, informa o canal de televisão Al-Mayadeen.


Sputnik

Confrontos intensos ocorreram entre os radicais da Jaysh al-Islam, Faylaq al-Rahman e Frente al-Nusra (organizações terroristas proibidas na Rússia). Segundo dados do canal, os combates ainda prosseguem. 


Situação na fronteira sírio-libanesa
Fronteira sírio-libanesa © Sputnik/ 

O exército sírio, por sua vez, continua efetuando uma operação militar tentando libertar o bairro de Kabun, nos arredores orientais de Damasco. Ao longo de vários dias, a artilharia e a aviação têm estado ativas na capital síria. Em resposta, os terroristas atacam regularmente com mísseis os bairros residenciais da cidade.

Ao mesmo tempo, a nordeste da capital, o exército sírio e as forças aliadas libertaram a cidade de Daraa, retomando assim o controle da fronteira sírio-libanesa.

A 130 quilômetros da cidade de Al-Zabadani, localizada perto da fronteira, militantes da Frente al-Nusra atacaram as posições da organização terrorista Daesh.

Entretanto, o exército libanês também bombardeou os destacamentos terroristas que tentam penetrar no país através da região de Ersal.

Durante todo o conflito militar sírio, os grupos terroristas utilizam o relevo montanhoso da fronteira sírio-libanesa para transportar ilegalmente armas, deslocar seus militantes para outras posições e organizar campos de treinamento e depósitos de armas.


Postar um comentário