Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Sangue e caos': príncipe saudita chama Trump de 'oportunista' por decisão sobre Jerusalém

O ex-chefe da inteligência saudita, o Príncipe Turki al-Faisal, criticou o reconhecimento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de Jerusalém como a capital de Israel, em uma das mais acentuadas reações do reino aliado de Washington no Oriente Médio.
Sputnik

Em uma carta a Trump publicada em um jornal saudita nesta segunda-feira, o príncipe Turki, um ex-embaixador em Washington que agora não ocupa nenhum cargo do governo, mas continua influente, chamou a decisão de uma estratagema política doméstica que provocaria violência.


"O derramamento de sangue e o caos definitivamente seguirão sua tentativa oportunista de ganhar eleitoralmente", escreveu o príncipe Turki em uma carta publicada no jornal saudita al-Jazeera.

Trump inverteu décadas de política dos EUA e virou do consenso da crítica internacional na semana passada, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel. A maioria dos países diz que o status da cidade deve ser deixado para negociações entre Israel e os pales…

Três militares do Exército morrem afogados durante treinamento na Grande SP

Comando Militar do Sudeste não informou nomes, idade e patentes das vítimas; afogamento aconteceu em lago


Bruno Ribeiro | O Estado de S.Paulo


SÃO PAULO - Três militares do Exército morreram afogados nesta segunda-feira, 24, por volta das 18 horas, em Barueri, na Grande São Paulo, durante uma instrução militar. Nem os nomes nem as idades e as patentes dos mortos foram divulgados pelo Comando Militar do Sudeste. 


Socorristas fazem massagem cardíaca para tentar salvar um dos soldados que se afogou (Foto: TV Globo/Reprodução)
Socorristas fazem massagem cardíaca para tentar salvar um dos soldados que se afogou (Foto: TV Globo/Reprodução)

“Os nomes das vítimas serão divulgados à imprensa após as respectivas famílias serem comunicadas”, informou o Exército, por meio de uma nota em que lamentou o que classificou de “acidente”.

O afogamento aconteceu em um lago existente em uma área de treinamento do Jardim Silveira, em Barueri. A corporação informou que será aberto um inquérito policial-militar para investigar o caso.

O resgate dos corpos dos militares submersos foi feito pelo Corpo de Bombeiros, que enviou seis viaturas ao local. Segundo o Comando Militar do Sudeste, “os militares estavam em instrução e participavam de atividade prevista no treinamento do combatente básico”.

Os mortos estavam lotados no 21.º Depósito de Suprimentos da 2.ª Região Militar (responsável por São Paulo). O destacamento fica na zona norte da capital. O local do acidente pertence ao 22.º Depósito de Suprimentos.

Outros casos


Em março, também durante um treinamento militar, um recruta de 18 anos teve um enfarte e morreu em Araguari, interior de Minas Gerais. Em dezembro passado, em Curitiba, um soldado de 19 anos do 20.° Batalhão de Infantaria Blindado também morreu afogado durante um treinamento. O acidente se deu, segundo o Exército informou na época, enquanto o rapaz tentava salvar um colega que também estaria se afogando. O treinamento pelo qual eles passavam na hora não previa a queda no lago.

Postar um comentário