Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

Agência da ONU abre novo acampamento para deslocados de Mossul, no Iraque

A agência da ONU para Refugiados (ACNUR) informou ter aberto seu 12º acampamento no Iraque para abrigar milhares de pessoas que estão fugindo da violência no oeste de Mossul. A cidade está sendo alvo de uma ofensiva militar desde outubro passado.


ONU

De acordo com a agência da ONU, pelo menos 500 pessoas chegaram ao local em vários ônibus desde terça-feira passada. O campo de Hasasham U2 fica aproximadamente a 60 km da região ocidental de Mossul.


Uma família deslocada devido aos confrontos entre as forças iraquianas e o ISIL carregando seus pertences em meio ao bairro de Al Mamum – que foi destruído –, próximo a Mossul, no Iraque. Foto: UNICEF/Alessio Romenzi
Uma família deslocada devido aos confrontos entre as forças iraquianas e o ISIL carregando seus pertences em meio ao bairro de Al Mamum – que foi destruído –, próximo a Mossul, no Iraque. Foto: UNICEF/Alessio Romenzi

O novo acampamento foi construído em resposta à lotação do último campo aberto pelo ACNUR. Em apenas quatro semanas, o estabelecimento quase atingiu a sua capacidade máxima, que é de 30 mil pessoas.

Ao chegar ao local, cada família recebe uma tenda e outros itens básicos, incluindo cobertores e utensílios de cozinha. O ACNUR já tem mais de 1 mil tendas prontas para acomodar mais de 6 mil pessoas no novo acampamento. A capacidade máxima no local é de 9 mil pessoas.

Segundo a agência da ONU, as famílias que estão fugindo do oeste de Mossul correm alto risco. Deslocados relataram que a cidade está sob forte bombardeio e confrontos, enquanto não há serviços básicos como comida, água entre outras necessidades.

Muitas pessoas afirmaram também que estão vivendo com apenas uma refeição por dia, geralmente pão ou farinha e água.

“O ACNUR pede a todas as partes envolvidas nos confrontos garantam que os civis não sejam impedidos de abandonar as áreas em conflito ativo”, ressaltou o porta-voz da agência, Andrej Mahecic.

“Esperamos mais grandes saídas de pessoas do oeste da cidade. É por isso que continuamos preparando novos acampamentos, prontos para receber aqueles que estão desesperadamente em necessidade de assistência”, continuou o porta-voz.

Ele afirmou que a primeira fase de outro campo, o al Salamiya 2, com capacidade inicial para 30 mil pessoas, está em construção. “Quando concluído, o acampamento terá capacidade para até 60 mil deslocados”.

O ACNUR acrescentou ainda que os seus atuais esforços humanitários para abrigar e ajudar as famílias iraquianas deslocadas e os refugiados que fugiram para o Iraque foram seriamente desafiados por uma diminuição do apoio financeiro.

Até o momento, a Organização recebeu apenas 18% dos 578 milhões de dólares pedidos.

De acordo com dados da ONU, mais de 630 mil pessoas de Mossul e áreas próximas à cidade estão deslocadas desde outubro de 2016, quando teve início a operação militar de retomada da região do grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL).


Postar um comentário