Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Coreia do Norte afirma que voos de bombardeiros americanos são 'provocação insensata'

A Coreia do Norte chamou as manobras de bombardeiros estratégicos dos EUA durante os exercícios com a Coreia do Sul de "provocação insensata", comunica a agência Reuters, citando a Agência Central de Notícias da Coreia.


Sputnik

"Esta provocação militar insensata impele a situação para o limiar de uma guerra nuclear na península Coreana", indica a matéria da Agência Central de Notícias da Coreia.


B1-B Lancer norte-americano
CC BY 2.0 / poter.simon / Rockwell B-1 Lancer

Anteriormente a Força Aérea dos EUA havia comunicado sobre o envio de dois bombardeiros B-1B Lancer da base na ilha de Guam (no oceano Pacífico) para participar dos exercícios conjuntos com a Coreia do Sul. Seul declara que as manobras visam "a contenção das provocações" por parte da Coreia do Norte. Pyongyang chamou estas manobras de "treinamento para lançar uma bomba nuclear" contra as principais estruturas do país.

A Coreia do Norte, por seu lado, anunciou a "aceleração de medidas de contenção nuclear" como resposta ao envio do grupo aeronaval americano para a região da península Coreana. No sábado (29), Pyongyang realizou uma tentativa malsucedida de lançar um míssil balístico.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas