Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Coreia do Norte afirma que voos de bombardeiros americanos são 'provocação insensata'

A Coreia do Norte chamou as manobras de bombardeiros estratégicos dos EUA durante os exercícios com a Coreia do Sul de "provocação insensata", comunica a agência Reuters, citando a Agência Central de Notícias da Coreia.


Sputnik

"Esta provocação militar insensata impele a situação para o limiar de uma guerra nuclear na península Coreana", indica a matéria da Agência Central de Notícias da Coreia.


B1-B Lancer norte-americano
CC BY 2.0 / poter.simon / Rockwell B-1 Lancer

Anteriormente a Força Aérea dos EUA havia comunicado sobre o envio de dois bombardeiros B-1B Lancer da base na ilha de Guam (no oceano Pacífico) para participar dos exercícios conjuntos com a Coreia do Sul. Seul declara que as manobras visam "a contenção das provocações" por parte da Coreia do Norte. Pyongyang chamou estas manobras de "treinamento para lançar uma bomba nuclear" contra as principais estruturas do país.

A Coreia do Norte, por seu lado, anunciou a "aceleração de medidas de contenção nuclear" como resposta ao envio do grupo aeronaval americano para a região da península Coreana. No sábado (29), Pyongyang realizou uma tentativa malsucedida de lançar um míssil balístico.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas