Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA confirmam linha estratégica de 'desmembramento da Síria', diz analista

Os EUA declararam que não querem restaurar as regiões na Síria que estão sob o controle de Damasco. O especialista Vladimir Fitin explica na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o que busca Washington.
Sputnik

Os EUA não querem ajudar na reconstrução das regiões na Síria que ficam sob o controle do presidente sírio Bashar Assad, declarou um alto funcionário dos EUA após o primeiro dia do encontro dos ministros das Relações Exteriores do G7.


Em janeiro, o Departamento de Estado dos EUA afirmou que Washington não iria ajudar a Rússia, o Irã e Damasco oficial na restauração do país, enquanto a "transformação política" da Síria não se realizasse. Segundo declarou o assistente adjunto do secretário de Estado dos EUA para o Médio Oriente, David Satterfield, a condição da ajuda é a reforma constitucional e eleições sob os auspícios da ONU.

O analista do Instituto dos Estudos Estratégicos da Rússia, Vladimir Fitin, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik comentou a decla…

Estoniano armado com espingarda expulsa soldados da OTAN de seu terreno

Um morador da aldeia estoniana de Ohepalu exigiu a saída dos soldados da OTAN que entraram em seu terreno, disparando para cima com uma espingarda.


Sputnik

A Sputnik Estônia comunica que o incidente ocorreu no município de Kadrina, na Estônia. A polícia revelou que militares da Aliança Atlântica, que estavam participando dos exercícios Tempestade Primaveril (Spring Storm), entraram no terreno do estoniano de 56 anos. O homem local exigiu a saída dos oficiais, disparando com sua espingarda como forma de aviso.


Manobras militares Spring Storm da OTAN na Estônia
Militares da OTAN na Estônia © Sputnik/ Sergei Stepanov

No fim das contas, todos saíram ilesos, mas um caso judicial foi aberto contra o estoniano, que pode vir a ser preso por até 5 anos.

Os exercícios militares internacionais Tempestade Primaveril 2017, dos quais participam cerca de 9 mil militares de 15 países, estão sendo realizados na Estônia desde 8 de maio. A data oficial de conclusão dos exercícios é 26 de maio.


Postar um comentário