Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Alemanha começa a retirar suas tropas da base turca de Incirlik

O contingente militar alemão começou a ser retirado da base aérea de Incirlik na Turquia, comunica a edição alemã Spiegel citando suas fontes.


Sputnik

Primeiro, comunica a Spiegel, serão retirados os aviões de reabastecimento e depois os bombardeiros de reconhecimento Tornado alemães.


Caças alemães Tornado na base áerea de Incirlik, Turquia, janeiro de 2016
Tornados alemães em Incirlik © AFP 2017/ TOBIAS SCHWARZ / POOL

Até o momento na base permanecem por volta de 260 militares das Forças Armadas da Alemanha, que asseguram os voos de aviões da coalizão internacional liderada pelos EUA na operação antiterrorista contra o grupo Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e muitos outros países).

Segundo a edição, os aviões Tornado serão removidos da Turquia antes do fim do julho.

A decisão de retirar os aviões e os militares alemães da base de Incirlik foi tomada depois de um grupo de deputados do parlamento alemães não ter sido autorizado, pela segunda vez, a visitar a base.

O lado turco explicou a recusa pelo fato de Berlim não querer extraditar os militares suspeitos de organizar a tentativa do golpe militar na Turquia de julho passado.

A Turquia acusa também as autoridades alemãs de cooperarem com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, que é proibido na Turquia.

Anteriormente foi comunicado que, em setembro, os aviões alemães vão passar a realizar os voos a partir do território da Jordânia.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas