Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vários mortos no confronto entres as forças de Maduro e rebeldes armados

Desfecho sangrento aconteceu durante a operação de captura de Óscar Pérez, que está entre os mortos.O piloto sobrevoou prédios do governo com um helicóptero roubado da polícia em junho do ano passado
Maolis Castro e Florantonia Singer | El País

Vários integrantes do grupo liderado pelo ex-policial Óscar Pérez morreram em um confronto com um coletivo – civis armados chavistas – e um comando da Força de Ações Especiais da Polícia Nacional, em que também morreram dois agentes e um militante chavista. Outros cinco membros do grupo foram presos em uma casa na região de El Junquito, no oeste de Caracas. 

O Governo venezuelano confirmou no início desta tarde que o próprio Pérez está entre os mortos. Seu nome se tornou conhecido em junho, quando roubou um helicóptero da polícia e sobrevoou a sede do Supremo Tribunal de Justiça e do Ministério do Interior. Nunca, em 18 anos de chavismo, ocorreu algo parecido na Venezuela.


O ex-inspetor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalística…

Alemanha começa a retirar suas tropas da base turca de Incirlik

O contingente militar alemão começou a ser retirado da base aérea de Incirlik na Turquia, comunica a edição alemã Spiegel citando suas fontes.


Sputnik

Primeiro, comunica a Spiegel, serão retirados os aviões de reabastecimento e depois os bombardeiros de reconhecimento Tornado alemães.


Caças alemães Tornado na base áerea de Incirlik, Turquia, janeiro de 2016
Tornados alemães em Incirlik © AFP 2017/ TOBIAS SCHWARZ / POOL

Até o momento na base permanecem por volta de 260 militares das Forças Armadas da Alemanha, que asseguram os voos de aviões da coalizão internacional liderada pelos EUA na operação antiterrorista contra o grupo Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e muitos outros países).

Segundo a edição, os aviões Tornado serão removidos da Turquia antes do fim do julho.

A decisão de retirar os aviões e os militares alemães da base de Incirlik foi tomada depois de um grupo de deputados do parlamento alemães não ter sido autorizado, pela segunda vez, a visitar a base.

O lado turco explicou a recusa pelo fato de Berlim não querer extraditar os militares suspeitos de organizar a tentativa do golpe militar na Turquia de julho passado.

A Turquia acusa também as autoridades alemãs de cooperarem com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, que é proibido na Turquia.

Anteriormente foi comunicado que, em setembro, os aviões alemães vão passar a realizar os voos a partir do território da Jordânia.


Postar um comentário