Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Alemanha começa a retirar suas tropas da base turca de Incirlik

O contingente militar alemão começou a ser retirado da base aérea de Incirlik na Turquia, comunica a edição alemã Spiegel citando suas fontes.


Sputnik

Primeiro, comunica a Spiegel, serão retirados os aviões de reabastecimento e depois os bombardeiros de reconhecimento Tornado alemães.


Caças alemães Tornado na base áerea de Incirlik, Turquia, janeiro de 2016
Tornados alemães em Incirlik © AFP 2017/ TOBIAS SCHWARZ / POOL

Até o momento na base permanecem por volta de 260 militares das Forças Armadas da Alemanha, que asseguram os voos de aviões da coalizão internacional liderada pelos EUA na operação antiterrorista contra o grupo Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e muitos outros países).

Segundo a edição, os aviões Tornado serão removidos da Turquia antes do fim do julho.

A decisão de retirar os aviões e os militares alemães da base de Incirlik foi tomada depois de um grupo de deputados do parlamento alemães não ter sido autorizado, pela segunda vez, a visitar a base.

O lado turco explicou a recusa pelo fato de Berlim não querer extraditar os militares suspeitos de organizar a tentativa do golpe militar na Turquia de julho passado.

A Turquia acusa também as autoridades alemãs de cooperarem com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, que é proibido na Turquia.

Anteriormente foi comunicado que, em setembro, os aviões alemães vão passar a realizar os voos a partir do território da Jordânia.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas