Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia testará novo avião de transporte militar até o final do ano

Il-112V deverá substituir modelos soviéticos An-24 e An-26, considerados obsoletos.
Nikolai Litôvkin | Russia Beyond

A nova aeronave de transporte militar Il-112V completou os testes de fábrica e está sendo preparada para o primeiro voo, que está previsto para o final de 2018.


Caso os testes sejam bem sucedidos, o Il-112V substituirá nas Forças Armadas russas os modelos An-24 e An-26, desenvolvidos no início dos anos 1960.

O Ilyushin Il-112 é um avião de transporte militar leve de asa alta que está sendo desenvolvido pela Ilyushin Aviation Complex para transporte de cargas militares, equipamentos e pessoal.

Sua capacidade de carga máxima "útil" a bordo será de até cinco toneladas.

Os projetistas pretendem desenvolver duas versões do avião: uma com hangares estendidos para o transporte de equipamentos militares, carga e soldados; e outra, civil, para o transporte de passageiros e carga leve.

O Il-112V é um monoplano com configuração aerodinâmica tradicional e dois poderosos motores…

Chancelaria iraniana: EUA querem empurrar Irã para violação do acordo nuclear

O vice-chanceler do Irã, Abbas Araghchi, declarou que o presidente dos EUA, Donald Trump, está tentando responsabilizar o Irã pelo colapso do acordo nuclear para que Washington possa abandonar este último, informa a agência Mehr.


Sputnik

"Em geral, Trump e os EUA estão tentando sair do acordo nuclear, transferindo toda a responsabilidade pela sua violação para o Irã", disse Abbas Araghchi, que também é o principal negociador do Irã para assuntos nucleares.


Central nuclear de Bushehr, no Irã.
Central nuclear de Bushehr, no Irã © AFP 2017/ BEHROUZ MEHRI

De acordo com o diplomata, entre as razões para as novas sanções foram citadas violações de direitos humanos, apoio ao terrorismo, desenvolvimento do programa de mísseis, mas nenhum destes pretextos está ligado às armas nucleares.

O projeto de lei de novas sanções, segundo o chanceler iraniano, tem por objetivo assustar os empresários de fazerem negócios com o Irã. As ações dos EUA infringem o acordo nuclear, pois violam o princípio de implementação do acordo "com espírito de boa vontade" incluído no Plano de Ação Conjunto Global (acordo internacional em torno do programa nuclear iraniano), sublinhou.

Abbas Araghchi acrescentou que o Irã vai preparar medidas de resposta às sanções dos EUA. A resposta de Teerã será "calculada" e "ponderada" e não permitirá que Washington empurre o Irã para a violação do acordo, frisou.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas