Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

China adverte Índia para retirar 'imediatamente' suas tropas de área disputada

Os militares chineses apelam aos indianos para retirarem suas tropas das montanhas dos Himalaias, dizendo que Nova Deli "deve abandonar as ilusões irreais" sobre domínio do território disputado, porque Pequim vai defender sua soberania, sua integridade territorial e segurança nacional.


Sputnik

O porta-voz do Mistério da Defesa da China, Wu Qian, proclamou este aviso na segunda-feira (24) e também pediu para cessarem as provocações que minam e estabilidade regional e a paz entre os dois países.


Soldados indianos realizando partrulhamento na fronteira entre China e Índia, estado de Arunachal Pradesh
Soldados indianos em patrulha na fronteira com a China © AFP 2017/ BIJU BORO

"Nós recomendamos fortemente à Índia para retirar imediatamente seus militares que violaram a fronteira, o que é uma precondição essencial para resolver a situação na fronteira", disse Wu.

O porta-voz acrescentou que "a paz e a tranquilidade nas áreas de fronteira que estão ligadas à estabilidade regional fazem parte dos interesses de ambos os países".

A região fronteiriça do sul do Tibete tem sido objeto de disputas territoriais entre a China, a Índia e o Butão. A fronteira entre a China e a Índia é de milhares de quilômetros e os confrontos entre guardas de fronteira dos dois países ocorrem esporadicamente há décadas.


Postar um comentário