Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

China adverte Índia para retirar 'imediatamente' suas tropas de área disputada

Os militares chineses apelam aos indianos para retirarem suas tropas das montanhas dos Himalaias, dizendo que Nova Deli "deve abandonar as ilusões irreais" sobre domínio do território disputado, porque Pequim vai defender sua soberania, sua integridade territorial e segurança nacional.


Sputnik

O porta-voz do Mistério da Defesa da China, Wu Qian, proclamou este aviso na segunda-feira (24) e também pediu para cessarem as provocações que minam e estabilidade regional e a paz entre os dois países.


Soldados indianos realizando partrulhamento na fronteira entre China e Índia, estado de Arunachal Pradesh
Soldados indianos em patrulha na fronteira com a China © AFP 2017/ BIJU BORO

"Nós recomendamos fortemente à Índia para retirar imediatamente seus militares que violaram a fronteira, o que é uma precondição essencial para resolver a situação na fronteira", disse Wu.

O porta-voz acrescentou que "a paz e a tranquilidade nas áreas de fronteira que estão ligadas à estabilidade regional fazem parte dos interesses de ambos os países".

A região fronteiriça do sul do Tibete tem sido objeto de disputas territoriais entre a China, a Índia e o Butão. A fronteira entre a China e a Índia é de milhares de quilômetros e os confrontos entre guardas de fronteira dos dois países ocorrem esporadicamente há décadas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas