Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Damasco recupera 4 campos petrolíferos em Raqqa e Deir ez-Zor

As forças governamentais da Síria retomaram o controle de quatro campos petrolíferos nas provínvias de Raqqa e Deir ez-Zor, disse à Sputnik uma fonte militar síria.


Sputnik


"O Exército Árabe Sírio retomou o controle de uma série de localidades na parte sul da província de Raqqa e a oeste de Deir ez-Zor. Quatro campos petrolíferos <…> voltaram para a gestão [do governo sírio]", disse o interlocutor da agência.

Soldado do exército sírio hasteia a bandeira nacional do seu país
Soldado do exército sírio © AP Photo/ Hassan Ammar

Segundo a fonte, a situação na maioria das regiões sírias está agora normalizada. O exército sírio realiza avanços, eliminando os militantes do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em muitos outros países) na província de Raqqa, bem como em Homs, As-Suwayda e Hama.

A Síria se encontra mergulhada em uma sangrenta guerra civil desde março de 2011, com as forças do governo tendo que combater inúmeros grupos da oposição armada, incluindo organizações terroristas como Daesh e Frente al-Nusra.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas