Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares norte-americanos acreditam que EUA entrarão em guerra

Quase metade do Exército dos EUA está confiante de que durante o ano de 2019 seu país estará envolvido em um grave conflito armado, de acordo com o Military Times.
Sputnik

Segundo uma pesquisa recente, 46% dos participantes não duvidam que o confronto militar ocorrerá no próximo ano.


A título de comparação, em 2017, apenas 5% dos militares dos EUA esperavam um conflito armado, enquanto 50% descartaram um cenário de guerra e 4% não responderam.

Quanto aos inimigos mais prováveis, os soldados dos EUA mencionaram principalmente a Rússia e a China. Respectivamente, 72% e 69% dos entrevistados escolheram esses dois países.

Além disso, cerca de 57% estão preocupados com a presença de extremistas islâmicos nos Estados Unidos. Em particular, 48% destacaram uma possível ameaça por parte dos grupos terroristas Daesh e Al Qaeda (proibidos na Rússia e em outros países).

Exército sírio consegue mais um avanço e corta meios de comunicação do Daesh (video)

Exército governamental sírio, em conjunto com a milícia Falcões do Deserto, continua sua ofensiva contra os jihadistas.


Sputnik

Uma fonte militar comunicou à Sputnik Árabe que eles conseguiram estabelecer o controle das últimas posições dominantes perto das povoações de al Mukassar, al Janubi, al Sharki, Rasm al Yatina e Tel al Gaviyat, adjacentes à estrada Salamiyah-Asriya e às posições do Daesh, grupo terrorista proibido na Rússia, que disparam contra os carros que circulam nessa rodovia.


Militar do exército sírio na província de Hama, Síria, foto de arquivo
Militar sírio em Hama © Sputnik/ Khaled Alkhateb

A fonte acrescentou que "o ataque da infantaria foi precedido por fogo de artilharia. As tropas em ofensiva se juntaram às forças vindas do povoado de al Rusafa, situado perto de Raqqa. Isso permitiu bloquear os terroristas que se escondem em Akirbat".

Agora, adicionou a fonte, os terroristas ficaram sem vias de comunicação com Raqqa e Deir ez-Zor. Planeja-se que essa medida acelere a libertação da província dos terroristas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas