Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

França não insiste mais na saída de Assad; prioridade é luta contra terrorismo

A França não insiste mais na saída do presidente da Síria, Bashar Assad, sendo a luta contra o terrorismo seu objetivo principal. A declaração é do presidente francês, Emmanuel Macron, em entrevista coletiva com o presidente dos EUA, Donald Trump, nesta quinta-feira (13), em Paris.


Sputnik

"Nós mudamos a doutrina francesa em relação à Síria. Nossa principal tarefa é erradicar os grupos terroristas, quaisquer que sejam", disse o líder francês.


Presidente da França, Emmanuel Macron, recebe o presidente dos EUA, Donald Trump, em Paris. 13 de julho, 2017
Presidentes da França, Emmanuel Macron e dos EUA, Donald Trump © REUTERS/ Stephane Mahe

Macron acrescentou que a "saída de Assad já não é mais uma condição necessária para a França".

Trump, por sua vez, afirmou que os Estados Unidos e a Rússia estão atualmente discutindo um segundo acordo de cessar-fogo na Síria.

"Ao ter uma certa comunicação e diálogo [com a Rússia] conseguimos um cessar-fogo e isso está acontecendo muito bem. Francamente, estamos trabalhando em um segundo cessar-fogo em uma parte muito áspera da Síria", disse Trump a repórteres. "E se conseguirmos isso, nós não teremos balas sendo disparadas na Síria", completou.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas