Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Gambito do Qatar: Turquia reforça contingente militar no país

As autoridades do Qatar comunicaram sobre o deslocamento de militares turcos para uma das bases na capital do país, comunica a Reuters.


Sputnik


Anteriormente havia sido comunicado que o primeiro grupo dos militares turcos chegou ao Qatar em 19 de junho para participar de exercícios conjuntos, comunica a Reuters. 

Militares turcos no Qatar, Doha
Militares turcos no Qatar © REUTERS/ Qatar News Agency

O acordo de deslocamento do contingente turco no Qatar entrou em vigor em junho de 2015.

Segundo os dados do Estado-Maior turco já em abril de 2016 foi assinado o acordo sobre o início de deslocamento do contingente turco no território do Qatar, que foi aprovado pelo Parlamento turco em 7 de julho de 2017.

O embaixador da Turquia no Qatar, Ahmet Demirok acrescentou que se planeja o deslocamento de cerca de 3 mil militares das forças terrestres, da Marinha e Força Aérea.

No dia 5 de junho, Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados Árabes Unidos declararam o rompimento das relações diplomáticas com Qatar, acusando Doha de financiar o terrorismo, de desestabilizar a região e de interferir na soberania dos Estados árabes. A decisão foi seguida por uma série de outros países árabes e Qatar passou a enfrentar sanções econômicas por parte dos seus vizinho no Golfo Pérsico. A Turquia não aprova isolamento do Qatar.

Postar um comentário