Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

Gambito do Qatar: Turquia reforça contingente militar no país

As autoridades do Qatar comunicaram sobre o deslocamento de militares turcos para uma das bases na capital do país, comunica a Reuters.


Sputnik


Anteriormente havia sido comunicado que o primeiro grupo dos militares turcos chegou ao Qatar em 19 de junho para participar de exercícios conjuntos, comunica a Reuters. 

Militares turcos no Qatar, Doha
Militares turcos no Qatar © REUTERS/ Qatar News Agency

O acordo de deslocamento do contingente turco no Qatar entrou em vigor em junho de 2015.

Segundo os dados do Estado-Maior turco já em abril de 2016 foi assinado o acordo sobre o início de deslocamento do contingente turco no território do Qatar, que foi aprovado pelo Parlamento turco em 7 de julho de 2017.

O embaixador da Turquia no Qatar, Ahmet Demirok acrescentou que se planeja o deslocamento de cerca de 3 mil militares das forças terrestres, da Marinha e Força Aérea.

No dia 5 de junho, Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados Árabes Unidos declararam o rompimento das relações diplomáticas com Qatar, acusando Doha de financiar o terrorismo, de desestabilizar a região e de interferir na soberania dos Estados árabes. A decisão foi seguida por uma série de outros países árabes e Qatar passou a enfrentar sanções econômicas por parte dos seus vizinho no Golfo Pérsico. A Turquia não aprova isolamento do Qatar.

Postar um comentário