Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China tira mais um 'trunfo' aos EUA criando catapultas eletromagnéticas para porta-aviões

A China desenvolveu sua própria catapulta eletromagnética para os porta-aviões, sendo que anteriormente os EUA eram o único país que usava esse tipo de equipamento. Fazendo isso, o país asiático tem como objetivo melhorar a capacidade de combate dos seus grupos aeronavais.
Sputnik

Engenheiros chineses testaram o protótipo da catapulta eletromagnética de fabricação nacional com aviões de combate J-15, afirmou o contra-almirante chinês Yin Zhuo à edição China Daily. O alto responsável militar especificou que os aviões efetuaram "milhares de decolagens" usando a catapulta.


As catapultas dos porta-aviões são utilizadas para dar um impulso extra à aeronave (o que não é necessário se a aeronave decola do chão), devido à pequena pista de aterrissagem dos porta-aviões. Anteriormente, esse impulso era produzido por vapor.

O dispositivo eletromagnético usa um cabo de aço que liga o avião à catapulta e o faz decolar. De acordo com a mídia, o uso da catapulta foi conseguido devido ao sucess…

Grupos de ataque dos EUA e Reino Unido realizam exercícios navais no Atlântico

Os membros da OTAN e nações parceiras irão se unir aos grupos navais de ataque dos EUA e do Reino Unido durante os dez dias de simulação de combate a partir de 1 de agosto, informou o Comando Europeu dos Estados Unidos (EUROCOM) nesta sexta-feira.


Sputnik

As forças dos EUA da 6ª Frota, incluindo o porta-aviões H. W. George Bush, vão treinar lado a lado com o grupo naval de ataque do Reino Unido para desenvolver as capacidades combinadas navais e da aviação, explicou o comunicado.


USS George H.W. Bush
CC BY 2.0 / DVIDSHUB / USS George H.W. Bush action

"Os marinheiros vão participar de cenários de treinamento complexos que abrangem todo o espectro de operações de um grupo de ataque com porta-aviões, incluindo ataques estratégicos, operações de defesa aérea, apoio aéreo de combate e garantia de zona de exclusão aérea", declarou o comunicado do EUROCOM.

O Reino Unido está desenvolvendo a normas operacionais para seu novo porta-aviões da classe Queen Elizabeth, bem como as formas de operação conjunta com grupos de ataque dos EUA, observou a nota.

Cerca de 6 mil marinheiros norte-americanos vão participar dos exercícios Saxon Warrior 2017 (Guerreiro Saxão em inglês), com a participação de militares da Alemanha, Noruega, Suécia e Reino Unido.

Os últimos exercícios navais do tipo foram realizados em 2011.



Postar um comentário