Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Grupos de ataque dos EUA e Reino Unido realizam exercícios navais no Atlântico

Os membros da OTAN e nações parceiras irão se unir aos grupos navais de ataque dos EUA e do Reino Unido durante os dez dias de simulação de combate a partir de 1 de agosto, informou o Comando Europeu dos Estados Unidos (EUROCOM) nesta sexta-feira.


Sputnik

As forças dos EUA da 6ª Frota, incluindo o porta-aviões H. W. George Bush, vão treinar lado a lado com o grupo naval de ataque do Reino Unido para desenvolver as capacidades combinadas navais e da aviação, explicou o comunicado.


USS George H.W. Bush
CC BY 2.0 / DVIDSHUB / USS George H.W. Bush action

"Os marinheiros vão participar de cenários de treinamento complexos que abrangem todo o espectro de operações de um grupo de ataque com porta-aviões, incluindo ataques estratégicos, operações de defesa aérea, apoio aéreo de combate e garantia de zona de exclusão aérea", declarou o comunicado do EUROCOM.

O Reino Unido está desenvolvendo a normas operacionais para seu novo porta-aviões da classe Queen Elizabeth, bem como as formas de operação conjunta com grupos de ataque dos EUA, observou a nota.

Cerca de 6 mil marinheiros norte-americanos vão participar dos exercícios Saxon Warrior 2017 (Guerreiro Saxão em inglês), com a participação de militares da Alemanha, Noruega, Suécia e Reino Unido.

Os últimos exercícios navais do tipo foram realizados em 2011.



Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas