Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Israel compra drones equipados com metralhadoras para 'uso em áreas populadas por civis'

Em um esforço para despontar frente à concorrência no mercado de guerra urbana, as Forças de Defesa de Israel (IDF) estão comprando drones portáteis que foram especialmente construídos para transportar armas, incluindo metralhadoras e lançadores de granadas.


Sputnik

A fabricante dos drones armados, Duke Robotics, com sede no norte da Flórida, foi fundada em 2014 por um veterano militar israelense reservista nas Forças Especiais de Israel. De acordo com o portal Defense One, a empresa pretende oferecer o equipamento ao Pentágono.


Resultado de imagem para drone duke robotics

Conforme comunicado de imprensa da empresa, os drones armados são eficazes contra "pequenos grupos [de inimigos] em áreas povoadas, que usam civis como escudos". Em seu website, a Duke diz querer ser capaz de "eliminar gente má" sem que sejam necessárias "botas amigas em solo", ou seja, sem uso de soldados.

Especificações

Enquanto as leis da física dificultam a integração das armas em uma pequena plataforma aérea, o novo drone da Duke usa placas conectadas de forma flexível para redistribuir o recuo da arma, mantendo o dispositivo estacionário e melhorando sua precisão, informou o Defense One.

O dispositivo de controle remoto armado pode "montar um M4, SR25, um lançador de granadas de 40 milímetros", ou "transportar até 22 libras e [o sistema de placas] irá estabilizar o drone e permitir um tiro preciso", de acordo com as especificações do equipamento.

O primeiro produto da empresa será operado remotamente, o que significa que um humano vai comandar o voo, direcionar e puxar o gatilho de disparo a partir de um posto de comando, evitando a necessidade de agir de forma defensiva e sem o aspecto emocional envolvido em matar alguém pessoalmente.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas