Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Jogo de espiões: China teria vigiado teste do sistema THAAD no Alasca a partir de navio

Quando os EUA testaram na semana passada o seu sistema de defesa antimíssil THAAD, utilizando-o para abater um míssil balístico, um navio de reconhecimento chinês poderia estar escondido por perto, de acordo com a mídia.


Sputnik

O navio teria supostamente chegado à costa do Alasca nos últimos dias, mas poderia também ter chegado somente quando foi detectado. O canal de TV CNBC notou que não é habitual a China enviar seus navios a esta área.


O sistema antimíssil THAAD dos EUA
Sistema antimísseis THAAD © AP Photo/ Lockheed Martin

Scott Miller, capitão da Marinha dos EUA, disse ao CNN que o navio talvez seja uma embarcação de "comunicação" ou de "inteligência".

Pequim está sem dúvida interessado em saber como funciona o THAAD. Os líderes chineses se opuseram duramente à instalação das baterias THAAD na Coreia do Sul. Apesar de Washington assegurar que o sistema de defesa antimíssil é destinado somente a combater a ameaça norte-coreana, Pequim afirma que o radar do sistema permite aos comandantes dos EUA espiarem as atividades ligadas aos testes de mísseis da China.

Em 11 de julho, a Agência de Defesa Antimíssil afirmou que, em um teste, o THAAD tinha abatido com sucesso um míssil balístico de médio alcance, lançado por um avião da Força Aérea dos EUA voando perto do Havaí.



Postar um comentário