Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Kremlin sobre tropas na fronteira com Ucrânia: exército russo não deve satisfações

O porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, ao comentar as informações sobre os reforços militares russos na fronteira com a Ucrânia, declarou que a Rússia pode alterar a configuração das Forças Armadas no âmbito de suas fronteiras do jeito que considerar mais adequado.


Sputnik

"A Federação da Rússia pode alterar a configuração das Forças Armadas, no âmbito do seu território, de acordo com o que considerar mais adequado, em primeiro lugar", disse Psekov, ao comentar as notícias sobre a concentração de unidades militares russas na fronteira com a Ucrânia.


Equipamento militar na preparação do ensaio da Parada da Vitória em Moscou
Tropas russas em preparação para o Dia da Vitória © Sputnik/ Maksim Blinov

Quando aos detalhes dos deslocamentos militares, o representante do Kremlin sugeriu entrar em contato com o ministério da Defesa da Rússia.

Mais cedo, o Comando-Maior da Ucrânia informou que a Rússia tem ampliado sua presença militar na fronteira com a Ucrânia, tendo deslocado para a região três novas divisões motorizadas.


Postar um comentário