Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Marinha do Irã realiza exercícios navais de grande porte no mar Cáspio (VÍDEO)

O exército iraniano enviou os seus mais novos navios de guerra, sistemas de mísseis e unidades de comando para o mar Cáspio, onde realiza grandes exercícios navais de cinco dias desde este domingo, informou a agência de notícias IRNA.


Sputnik

Ahmadreza Baqeri, comandante da Primeira Zona Naval do Irã, disse que o exercício "traz a mensagem de paz e de amizade, enquanto aperfeiçoam as capacidades navais do Irã no mar Cáspio", citou as suas palavras a agência de notícias Mehr.


Destróier iraniano Jamaran no Golfo Pérsico, fevereiro de 2009
Destroier iraniano Jamaran © AFP 2017/ EBRAHIM NOUROZI

Apesar de poucos detalhes revelados sobre os exercícios, o vice-chefe de operações navais do Irã, Amir Mahmoud Mousavi, disse que os militares estão testando as armas e equipamentos de ponta, incluindo sistemas de mísseis terra-mar, bem como os sistemas de vigilância e de inteligência. As unidades de mergulho e as equipes de fuzileiros navais de elite também devem participar.

Os militares contarão com caças e sistemas de defesa aérea para garantir a segurança durante os exercícios.

O ministério da Defesa do Irã também planeja testar novos sistemas e armas, incluindo itens nunca exibidos antes, informou Mehr.

As atividades serão realizados em um área considerável do mar Cáspio e durarão cinco dias, de acordo com a mídia local.

No início deste ano, as forças armadas do Irã realizaram vários exercícios militares em uma aparente tentativa de enviar uma mensagem aos seus inimigos. Durante o estágio final dos exercícios navais em março deste ano, a marinha testou um sistema modernizado de torpedos Valfajr.

Os torpedos Valfajr foram integrados à Marinha iraniana em 2011. A arma foi projetada para atacar alvos marítimos, incluindo grandes embarcações. O torpedo carrega uma ogiva de 220 quilos, capaz de incapacitar alvos em diferentes profundidades e em diversas condições climáticas.

Em janeiro deste ano, militares iranianos também realizaram exercícios navia de grande porte entre o Estreito de Ormuz e mar de Omã.





Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas