Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha e Aeronáutica do Brasil auxiliam buscas a submarino argentino desaparecido, diz ministro

Segundo Raul Jungmann, três navios e um avião brasileiros já foram disponibilizados. Última vez que o submarino militar com 44 pessoas a bordo manteve contato com a base foi na quarta-feira (15).
Por G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, publicou em seu perfil no Twitter neste sábado (18) que três navios da Marinha brasileira "já estão auxiliando" nas buscas a um submarino argentino que desapareceu com 44 tripulantes a bordo.

Ainda segundo o ministro, a Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou um avião para também ajudar na procura pelo submarino e um segundo avião "será deslocado para apoiar as buscas do submarino argentino desaparecido" a partir deste domingo (19).

O submarino militar ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

De acordo com a FAB, o primeiro avião disponibilizado pelo Brasil decolou, com 18 tripulantes, às 17…

Marinha do Irã realiza exercícios navais de grande porte no mar Cáspio (VÍDEO)

O exército iraniano enviou os seus mais novos navios de guerra, sistemas de mísseis e unidades de comando para o mar Cáspio, onde realiza grandes exercícios navais de cinco dias desde este domingo, informou a agência de notícias IRNA.


Sputnik

Ahmadreza Baqeri, comandante da Primeira Zona Naval do Irã, disse que o exercício "traz a mensagem de paz e de amizade, enquanto aperfeiçoam as capacidades navais do Irã no mar Cáspio", citou as suas palavras a agência de notícias Mehr.


Destróier iraniano Jamaran no Golfo Pérsico, fevereiro de 2009
Destroier iraniano Jamaran © AFP 2017/ EBRAHIM NOUROZI

Apesar de poucos detalhes revelados sobre os exercícios, o vice-chefe de operações navais do Irã, Amir Mahmoud Mousavi, disse que os militares estão testando as armas e equipamentos de ponta, incluindo sistemas de mísseis terra-mar, bem como os sistemas de vigilância e de inteligência. As unidades de mergulho e as equipes de fuzileiros navais de elite também devem participar.

Os militares contarão com caças e sistemas de defesa aérea para garantir a segurança durante os exercícios.

O ministério da Defesa do Irã também planeja testar novos sistemas e armas, incluindo itens nunca exibidos antes, informou Mehr.

As atividades serão realizados em um área considerável do mar Cáspio e durarão cinco dias, de acordo com a mídia local.

No início deste ano, as forças armadas do Irã realizaram vários exercícios militares em uma aparente tentativa de enviar uma mensagem aos seus inimigos. Durante o estágio final dos exercícios navais em março deste ano, a marinha testou um sistema modernizado de torpedos Valfajr.

Os torpedos Valfajr foram integrados à Marinha iraniana em 2011. A arma foi projetada para atacar alvos marítimos, incluindo grandes embarcações. O torpedo carrega uma ogiva de 220 quilos, capaz de incapacitar alvos em diferentes profundidades e em diversas condições climáticas.

Em janeiro deste ano, militares iranianos também realizaram exercícios navia de grande porte entre o Estreito de Ormuz e mar de Omã.





Postar um comentário