Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Neste dia: Lançador de foguetes Katyusha é usado pela 1ª vez em combate

A arma ficou conhecida por seu poder devastador.


Irina Sidorova | Gazeta Russa

O “Katyusha” foi um famoso lançador de foguetes construído e usado pela primeira vez pela União Soviética na Segunda Guerra Mundial. “Katyusha” não era o nome oficial da arma, mas sim o apelido carinhoso dado por soldados.


Katyusha
O nome oficial do lançador de foguetes era BM-13. Foto:Timothy Miller/RIA Novosti

As tropas do Exército Vermelho tiraram o apelido da música “Katyusha”, muito popular da época e que falava sobre uma garota que aguardava a volta de seu amado, que havia partido para lutar na guerra. O nome oficial do lançador de foguetes era BM-13.

O sistema de lançamento de foguetes foi usado em combate pela primeira vez em 14 de julho de 1941 e continuou em uso até o ataque final soviético a Berlim. Entre 1941 e 1945, as fábricas soviéticas produziram mais de 10 mil lançadores do tipo. O BM-13 é considerado uma das armas mais eficazes da Segunda Guerra Mundial.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas