Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

Por que Moldávia busca expulsar Rússia da Transnístria?

A recente proibição da Romênia de abrir seu espaço aéreo ao avião com o vice-premiê russo tinha por objetivo expulsar totalmente a Rússia da Transnístria e da Moldávia, afirmou o Ministério das Relações Exteriores da Transnístria.


Sputnik

Conforme declarou um representante do ministério que preferiu não revelar seu nome ao Rossiyskaya Gazeta, a proibição visa comprometer uma série de eventos festivos anteriormente acordados, que supunham a participação das forças de paz da Moldávia.


Pacificadores russos na Transnístria
Forças de Paz da Rússia na Transnístria © Sputnik/ Sergei Kuznetsov

Além disso, a proibição mostra que a Moldávia, apoiada ativamente por outros países, está aumentando gradualmente a pressão sobre a Transnístria em todas as esferas, incluindo a instalação conjunta com a Ucrânia de postos fronteiriços na fronteira entre a Transnístria e a Ucrânia. Ao mesmo tempo, Chisinau recusa solucionar a situação através de negociações.

Segundo a fonte, o incidente com o avião de passageiros onde seguia o alto funcionário russo confirma que as autoridades de Chisinau têm intenções de cancelar a operação de manutenção de paz na região de Dniestre.

Esta situação negativa foi precedida por uma série de ações por parte das autoridades da Moldávia, viradas para desestabilizar o processo de manutenção de paz, sublinha o ministério da Transnístria.
Nomeadamente, se trata da decisão do Tribunal Constitucional da Moldávia de qualificar a ação das forças de paz russas como ilegal, assim como a recente expulsão de um grupo de diplomatas russos que também participaram da operação de manutenção de paz.

Estas medidas destrutivas afetam de modo extremamente negativo o ambiente de diálogo multilateral, ameaçando romper a estabilidade e provocar novas tensões. Para além disso, trata-se de um sério desafio e ameaça real para o equilíbrio de poder, que levou décadas a ser estabelecido, assegura a chancelaria da Transnístria.

Portanto, segundo a mesma fonte, os atuais processos demonstram que a Moldávia está aplicando uma estratégia para fomentar o conflito na região, o que poderá levar a consequências graves e imprevisíveis.

O Ministério das Relações Exteriores da Romênia negou em 28 de julho a entrada no seu espaço aéreo a um avião comercial que transportava, entre outros passageiros, o vice-premiê da Rússia, Dmitry Rogozin.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas