Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Estados Unidos elaboram sistema transportável de luta contra drones

A companhia norte-americana Sierra Nevada elaborou uma instalação compacta para luta contra drones que pode ser instalada em picapes e funcionar eficazmente durante o movimento, informa o portal Defense News.
Sputnik

O novo sistema chamado X-Madis pode detectar, identificar e atingir os alvos com meios de guerra eletrônica mesmo em movimento à velocidade de até 80 km/h. Entretanto, para usar o sistema basta um só operador que o poderá dirigir da cabine do veículo, comunica o portal.

Segundo explicaram na companhia, o X-Madis pode ser instalado em várias plataformas móveis, tais como picapes pesadas, veículos todo-o-terreno leves ou barcos.

Além disso, o sistema já foi testado em vários tipos de veículos militares que estão em serviço do exército norte-americano.

O novo dispositivo foi apresentado na exposição SOFIC 2018 que atualmente está sendo realizada em Tampa, no estado norte-americano da Flórida.

Por que os EUA têm tanta pressa em implementar novo cessar-fogo na Síria?

O acordo de cessar-fogo no sudoeste da Síria pode ser uma tentativa dos Estados Unidos de salvar os rebeldes sírios da derrota, avalia o diretor executivo do Instituto Ron Paul para a Paz e a Prosperidade, Daniel McAdams em entrevista à Sputnik.


Sputnik

"Precisamos nos atentar às letras pequenas nesse acordo de cessar-fogo na Síria. Eu sou cético quanto à capacidade desta nova proposta dos EUA resultar na redução da violência na guerra", afirmou McAdams. "Parece que sempre que o lado dos EUA experimenta perdas significativas no campo de batalha, Washington apresenta uma proposta de cessar-fogo em uma tentativa desesperada de salvar seus 'rebeldes' da derrota".


Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Tanf, no sul da Síria
Terroristas apoiados por tropas dos EUA em Tanf, sul da Síria © AP Photo/ Hammurabi's Justice News

McAdams sugeriu que o melhor acordo entre Putin e Trump na Síria seria "uma retirada negociada das forças dos EUA do país, que ocupam ilegalmente o território sírio".

Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que Donald Trump e Vladimir Putin concordaram com um cessar-fogo no sudoeste da Síria a partir do meio dia, no dia 9 de julho.

Os Estados Unidos e a Rússia apoiam os lados opostos no conflito de seis anos da Síria. Moscou deu suporte às forças leais ao presidente sírio, Bashar Assad e Washington legitima grupos rebeldes que buscam a deposição do líder.



Postar um comentário