Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

Por que os EUA têm tanta pressa em implementar novo cessar-fogo na Síria?

O acordo de cessar-fogo no sudoeste da Síria pode ser uma tentativa dos Estados Unidos de salvar os rebeldes sírios da derrota, avalia o diretor executivo do Instituto Ron Paul para a Paz e a Prosperidade, Daniel McAdams em entrevista à Sputnik.


Sputnik

"Precisamos nos atentar às letras pequenas nesse acordo de cessar-fogo na Síria. Eu sou cético quanto à capacidade desta nova proposta dos EUA resultar na redução da violência na guerra", afirmou McAdams. "Parece que sempre que o lado dos EUA experimenta perdas significativas no campo de batalha, Washington apresenta uma proposta de cessar-fogo em uma tentativa desesperada de salvar seus 'rebeldes' da derrota".


Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Tanf, no sul da Síria
Terroristas apoiados por tropas dos EUA em Tanf, sul da Síria © AP Photo/ Hammurabi's Justice News

McAdams sugeriu que o melhor acordo entre Putin e Trump na Síria seria "uma retirada negociada das forças dos EUA do país, que ocupam ilegalmente o território sírio".

Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que Donald Trump e Vladimir Putin concordaram com um cessar-fogo no sudoeste da Síria a partir do meio dia, no dia 9 de julho.

Os Estados Unidos e a Rússia apoiam os lados opostos no conflito de seis anos da Síria. Moscou deu suporte às forças leais ao presidente sírio, Bashar Assad e Washington legitima grupos rebeldes que buscam a deposição do líder.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas