Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Porta-aviões norte-americano chega à costa de Israel

O porta-aviões nuclear USS George H.W. Bush, da Marinha dos EUA, chegou à costa israelense, se tornando assim o primeiro navio deste tipo nas águas do país nos últimos 17 anos.


Sputnik


Como destaca a TV local, o navio lançou âncora perto da cidade setentrional de Haifa e, como se espera, permanecerá no local durante quatro dias.

Porta-aviões USS George H.W. Bush, foto de arquivo
Porta-aviões nuclear norte-americano USS George H. W. Bush © AP Photo/ Claude Paris

"O porta-aviões gigante USS George H.W. Bush, batizado em nome do ex-presidente americano, lançou âncora na entrada do golfo de Haifa. Estão marcadas excursões para milhares de militares norte-americanos de várias cidades israelenses", acrescenta o canal.

A visita do premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, bem como do ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, ao porta-aviões está prevista para segunda-feira (3).

A bordo do navio estão mais de 5.700 militares, bem como dezenas de aviões e helicópteros. O USS George H.W. Bush participa já durante dois anos das operações contra o Daesh (organização terrorista, proibida na Rússia).

Postar um comentário

Postagens mais visitadas