Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Que tática escolherá o Daesh depois da derrota?

Um alto representante curdo das forças antiterroristas, Lahur Talabany, afirmou que depois da derrota, os integrantes do Daesh (organização proibida na Rússia e em muitos outros países) podem passar à tática de guerra subversiva, informa a agência Reuters.


Sputnik

Segundo as palavras de Talabany, quando a organização for derrotada, ela vai passar a usar a tática de guerra subversiva, e ficará se parecendo com uma Al-Qaeda (organização proibida na Rússia e em muitos outros países) mais reforçada.



Bandeira do Daesh
Bandeira do Estado Islâmico © AP Photo/

De acordo com a agência Reuters, Talabany notou também que o lugar do líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, será provavelmente ocupado por algum dos ex-oficiais do exército iraquiano de Saddam Hussein.

Na terça-feira passada (11), a agência iraquiana de notícias on-line Alsumaria News comunicou que uma das fontes de Daesh admitiu a morte de al-Baghdadi. Como informa a edição iraquiana, a organização terrorista declarou a morte de al-Baghdadi e prometeu anunciar em breve o nome do seu sucessor. A organização não revelou quaisquer detalhes sobre a morte do seu líder.

Antes disso, o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que provavelmente al-Baghdadi teria sido eliminado em resultado de um ataque da Força Aeroespacial da Rússia em 28 de maio em um subúrbio do sul de Raqqa. Atualmente, a informação está sendo verificada.


Postar um comentário