Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Que tática escolherá o Daesh depois da derrota?

Um alto representante curdo das forças antiterroristas, Lahur Talabany, afirmou que depois da derrota, os integrantes do Daesh (organização proibida na Rússia e em muitos outros países) podem passar à tática de guerra subversiva, informa a agência Reuters.


Sputnik

Segundo as palavras de Talabany, quando a organização for derrotada, ela vai passar a usar a tática de guerra subversiva, e ficará se parecendo com uma Al-Qaeda (organização proibida na Rússia e em muitos outros países) mais reforçada.



Bandeira do Daesh
Bandeira do Estado Islâmico © AP Photo/

De acordo com a agência Reuters, Talabany notou também que o lugar do líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, será provavelmente ocupado por algum dos ex-oficiais do exército iraquiano de Saddam Hussein.

Na terça-feira passada (11), a agência iraquiana de notícias on-line Alsumaria News comunicou que uma das fontes de Daesh admitiu a morte de al-Baghdadi. Como informa a edição iraquiana, a organização terrorista declarou a morte de al-Baghdadi e prometeu anunciar em breve o nome do seu sucessor. A organização não revelou quaisquer detalhes sobre a morte do seu líder.

Antes disso, o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que provavelmente al-Baghdadi teria sido eliminado em resultado de um ataque da Força Aeroespacial da Rússia em 28 de maio em um subúrbio do sul de Raqqa. Atualmente, a informação está sendo verificada.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas