Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia: EUA provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor

Os militantes da Frente al-Nusta iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib, informou o ministério da Defesa da Rússia nesta quarta-feira.
Sputnik

Segundo o ministério russo, a ofensiva terrorista foi uma manobra dos serviços de inteligência dos EUA para impedir o avanço das tropas sírias em Deir ez-Zor.


Os militantes da Frente al-Nusta iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib.

"Apesar dos acordos assinados no dia 15 de setembro em Astana, os combatentes da Frente al-Nusra e seus aliados, que se negaram a cumprir as condições do regime de cessar-fogo, iniciaram uma ampla ofensiva contra as tropas governamentais, a partir das 8hs da manhã do dia 19 de setembro, ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib", informa o comunicado.

Durante o dia, os terroristas conseguira…

Sérvia apresenta novo material bélico com armas mortíferas para exportação (VÍDEO)

A empresa sérvia Yugoimport-SDPR desenvolveu o novo morteiro autopropulsado Aleksandar de 155 mm.


Sputnik

O morteiro foi apresentado durante a exposição militar Partner 2017, realizada na capital e maior cidade do país, Belgrado, comunica o Defence blog. 

O novo sistema de artilharia Aleksandar
Novo sistema de artilharia Aleksandar © Sputnik/ Radoје Pantovih

O novo Aleksandar é um morteiro autopropulsado com sistema de carregamento de munição completamente automatizado e instalado nos chassis de caminhão Tatra 8x8.

O morteiro autopropulsado de 155 mm possui um alcance operacional de até 32,5 km, mas a distância pode ser aumentada para até 52 km com a utilização de projéteis especiais.

Vale destacar que a Yugoimport-SDPR vai entregar o novo morteiro autopropulsado para o Exército do Paquistão e para as Forças Armadas de Bangladesh.


Postar um comentário