Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Análise: presidente ucraniano mata sua indústria ao introduzir novas sanções contra Rússia

O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, assinou um decreto sobre as sanções contra a Rússia adotadas pelo Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia. O especialista Eduard Popov falou com a Sputnik e indicou qual o principal objetivo perseguido pelo governo ucraniano com tal iniciativa.
Sputnik

Em 2 de maio, o Conselho de Defesa e Segurança Nacional da Ucrânia ampliou as medidas restritivas em relação a diversas pessoas físicas e jurídicas russas, bem como prolongou a vigência das sanções introduzidas anteriormente.

Segundo informou a assessoria de imprensa da entidade, as sanções são aplicadas a pessoas "relacionadas com a agressão no ciberespaço e no campo informacional" contra a Ucrânia, "ações criminosas" contra os cidadãos ucranianos detidos na Rússia, bem como aos deputados da Duma de Estado e do Conselho da Federação da Rússia.

O diretor do Centro de Cooperação Pública e Informativa "Europa", Eduardo Popov, disse ao serviço russo da Rádio Sp…

Tropas sírias alcançam rio Eufrates

O exército sírio conseguiu chegar às margens do rio Eufrates e continua sua ofensiva contra os terroristas na província de Raqqa.


Sputnik

As tropas de Bashar Assad, lideradas pelo grupo de operações especiais Forças Tigre, conseguiram recuperar três aldeias, informa a agência Al Masdar.


Soldados sírios
Tropas sírias © Sputnik/ Michael Alaeddin

Após a libertação desses assentamentos, os militares sírios podem agora avançar até o rio Eufrates e a cidade de Deir ez-Zor. Esta cidade é o último baluarte do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países).

Além disso, estas três aldeias se localizam perto do campo de gás de Sabkhawi, que recentemente também passou para o controle das tropas governamentais.

Desde o início de julho, o exército sírio libertou mais de 40 instalações de petróleo e gás no deserto da Síria, ao sul de Raqqa. Antes de se porem em fuga, os terroristas destruíram uma parte dos poços petrolíferos.


Postar um comentário