Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Antigo tanque soviético é apresentado como obra-prima da produção militar na Ucrânia

O analista militar russo Igor Korotchenko acrescentou que as últimas versões do equipamento militar ucraniano são feitas com base em modelos soviéticos.


Sputnik

"O tanque de guerra T-72A se tornou ainda mais protegido e eficiente", anunciou Poroshenko. De acordo com ele, os construtores consideraram a experiência militar obtida nos combates no leste do país."O exército ucraniano se está tornando mais forte a cada dia", concluiu ele.


Equipamentos militares (tanque T-80) das Forças Armadas ucranianas no aeródromo militar en Chuguevo
Tanque T-80 da Ucrãnia | Assessoria de imprensa do presidente da Ucrânia

O presidente ucraniano comunicou também que, graças às revisões do orçamento de Estado para 2017, o exército vai receber tanques Oplot (criados com base no T-80 soviético).

Anteriormente, a empresa estatal Ukroboronprom havia comunicado que a Fábrica de Tanques de Kiev, que faz parte dela, tinha desenvolvido uma nova versão modernizada do tanque principal T-72AS.

A nova versão T-72AMT recebeu equipamento de proteção dinâmica que diminui a eficiência das armas antitanque do inimigo.

"Surgem situações surpreendentes em que um antigo tanque soviético com 40 anos é apresentado como uma obra-prima da produção militar ucraniana. Se os elementos de pequenos ajustes podem ser classificados como a 'ruptura revolucionária' das Forças Armadas da Ucrânia, só nos resta lhes desejar boa sorte", acrescentou Igor Korotchenko ao serviço russo da Rádio Sputnik.

De acordo com ele, a produção militar ucraniana, na falta da cooperação com a Rússia, está se degradando, a Ucrânia tem vendido a herança militar soviética durante os últimos 25 anos.


Postar um comentário