Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Antigo tanque soviético é apresentado como obra-prima da produção militar na Ucrânia

O analista militar russo Igor Korotchenko acrescentou que as últimas versões do equipamento militar ucraniano são feitas com base em modelos soviéticos.


Sputnik

"O tanque de guerra T-72A se tornou ainda mais protegido e eficiente", anunciou Poroshenko. De acordo com ele, os construtores consideraram a experiência militar obtida nos combates no leste do país."O exército ucraniano se está tornando mais forte a cada dia", concluiu ele.


Equipamentos militares (tanque T-80) das Forças Armadas ucranianas no aeródromo militar en Chuguevo
Tanque T-80 da Ucrãnia | Assessoria de imprensa do presidente da Ucrânia

O presidente ucraniano comunicou também que, graças às revisões do orçamento de Estado para 2017, o exército vai receber tanques Oplot (criados com base no T-80 soviético).

Anteriormente, a empresa estatal Ukroboronprom havia comunicado que a Fábrica de Tanques de Kiev, que faz parte dela, tinha desenvolvido uma nova versão modernizada do tanque principal T-72AS.

A nova versão T-72AMT recebeu equipamento de proteção dinâmica que diminui a eficiência das armas antitanque do inimigo.

"Surgem situações surpreendentes em que um antigo tanque soviético com 40 anos é apresentado como uma obra-prima da produção militar ucraniana. Se os elementos de pequenos ajustes podem ser classificados como a 'ruptura revolucionária' das Forças Armadas da Ucrânia, só nos resta lhes desejar boa sorte", acrescentou Igor Korotchenko ao serviço russo da Rádio Sputnik.

De acordo com ele, a produção militar ucraniana, na falta da cooperação com a Rússia, está se degradando, a Ucrânia tem vendido a herança militar soviética durante os últimos 25 anos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas