Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Caça russo PAK FA será equipado com mais de 10 mísseis totalmente novos

Para equipar o caça russo de quinta geração PAK FA, foram desenvolvidos mísseis de concepção completamente nova que permitem tornar o aparelho mais poderoso e menos visível para os radares do inimigo.


Sputnik

O caça russo de quinta geração PAK FA será equipado com mais de uma dezena de mísseis, incluindo mísseis antirradar, anunciou aos jornalistas o diretor executivo do consórcio Mísseis Táticos Boris Obnosov no fórum EXÉRCITO 2017 que se está realizando na região de Moscou.


Caça russo PAK FA
CC BY 3.0 / Rulexip / PAK FA

"Em nosso estande há um míssil destinado a equipar o PAK FA, o Kh-58UCHKE, um míssil antirradar montado no interior da fuselagem. O segundo míssil apresentado é um Kh-38 que pode ser equipado com diferentes cabeças buscadoras. Além disso, o caça vai ser equipado com mais de uma dezena de mísseis", indicou o responsável.

Ele sublinhou que a eficácia do avião depende muito do armamento com que é equipado.

Segundo o diretor executivo, os mísseis devem ser instalados no interior da fuselagem para tornar o aparelho mais furtivo e melhorar as características de voo e sua aerodinâmica.

Boris Obnosov anunciou também que os mísseis de nova concepção são desenvolvidos propositadamente para este caça.

"O T-50 será dotado, até o fim de 2017, de seis mísseis de concepção absolutamente nova e de mais seis até 2020. Quatro mísseis destinados a serem instalados no interior da fuselagem estão sendo testados atualmente", declarou o responsável.

As características do avião russo T-50 garantem a sua dominação no ar. Ele pode realizar manobras a uma velocidade de 2,1 mil km/h, além disso, ele é capaz de voar até uma altitude de 20 mil metros.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas