Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia: EUA provocaram combates em Idlib para impedir o avanço sírio em Deir ez-Zor

Os militantes da Frente al-Nusta iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib, informou o ministério da Defesa da Rússia nesta quarta-feira.
Sputnik

Segundo o ministério russo, a ofensiva terrorista foi uma manobra dos serviços de inteligência dos EUA para impedir o avanço das tropas sírias em Deir ez-Zor.


Os militantes da Frente al-Nusta iniciaram uma ampla ofensiva contra as posições das tropas sírias ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib.

"Apesar dos acordos assinados no dia 15 de setembro em Astana, os combatentes da Frente al-Nusra e seus aliados, que se negaram a cumprir as condições do regime de cessar-fogo, iniciaram uma ampla ofensiva contra as tropas governamentais, a partir das 8hs da manhã do dia 19 de setembro, ao norte e nordeste da cidade de Hama, na zona de desescalada de Idlib", informa o comunicado.

Durante o dia, os terroristas conseguira…

Coreia do Norte afirma que Seul e Washington deitam lenha no fogo com exercícios conjuntos

A Coreia do Norte condenou os exercícios militares conjuntos dos EUA e Coreia do Sul que estão marcados para o final deste mês, sublinhado que estas ações apenas "deitam lenha no fogo".


Sputnik

O jornal do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Rodong Sinmun, considerou o treinamento como "a expressão mais explícita de hostilidade" em relação ao Norte, e disse que "ninguém pode garantir que os exercícios não resultarão em um confronto real".


Militares sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e EUA, cidade portuária de Pohang, Coreia do Sul, 7 de março de 2016
Militares sul-coreanos e norte-americanos em exercício militar © AFP 2017/ YONHAP

"Os EUA erram como nunca se se deixam levar pela ideia de que uma guerra na península coreana ficaria à porta de alguém muito longe, do outro lado do Pacífico", resumiu a agência sul-coreana Yonhap o editorial do jornal.

A Coreia do Sul e os EUA planejam realizar as manobras conjuntas Ulchi Freedom Guardian de 21 a 31 de agosto.

Em meados deste mês, a Coreia do Norte ameaçou disparar seus mísseis contra a ilha americana de Guam, embora o líder norte-coreano, Kim Jong-um, tenha dado a entender mais tarde que o plano de ataque foi adiado à espera de que os EUA deem passos em direção à distensão na península da Coreia.


Postar um comentário