Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Novos jogos' dos EUA: especialista comenta ataque contra exército sírio

O Pentágono negou realização de ataques da coalizão ocidental contra tropas sírias. O especialista Vladimir Fitin contou sua versão do acontecido para o serviço russo da Rádio Sputnik.
Sputnik

O Pentágono está refutando notícias quanto a ataques da Força Aérea dos EUA ou Forças Armadas da coalizão contra tropas sírias na região de Al-Bukamal.

"Não se trata de ataque efetuado pelos EUA ou pela coalizão", declarou à Sputnik o porta-voz do Pentágono, Adrian Rankine-Galloway.

Mais anteriormente, a agência de notícias síria SANA relatou que forças da coalizão internacional, lideradas pelos EUA, atacaram posições do exército sírio na província de Deir ez-Zor, deixando mortos e feridos.

Vale destacar que o representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, declarou, citando informações de alguns canais, que o Exército Livre da Síria e forças especiais dos EUA estariam preparando uma provocação com uso de substâncias químicas na província de Deir ez-Zor.

O especial…

Coreia do Sul: exercícios conjuntos com EUA são rotina e não uma provocação

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, declarou que as autoridades da Coreia do Norte não devem usar os exercícios militares conjuntos das tropas sul-coreanas e norte-americanas como um pretexto para provocações, informou a agência de notícias Yonhap.


Sputnik

Segundo o líder da Coreia do Sul, o seu país não busca a escalação das tensões na península da Coreia.


O tanque norte-americano M1A2 durante exercícios conjuntos dos EUA e a Coreia do Sul na cidade fronteiriça de Yeoncheon, a nordeste de Seul, em 30 de maio de 2013
Tanque norte-americano M1A2 © AFP 2017/ JUNG YEON-JE

"São exercícios anuais de caráter defensivo…Não buscamos de forma alguma a escalação das tensões na península da Coreia", citou a agência as palavras do presidente.

A Coreia do Sul e os EUA planejam realizar as manobras conjuntas Ulchi Freedom Guardian de 21 a 31 de agosto.

Cerca de 50 mil militares sul-coreanos e 17,5 mil militares norte-americanos participarão das manobras.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas