Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Coreia do Sul promete defender EUA e retaliar Pyongyang em caso de ataque norte-coreano

Militares da Coreia do Sul disseram nesta quinta-feira que as recentes ameaças de Pyongyang contra os Estados Unidos representam um grande desafio para a aliança entre Seul e Washington, mas garantiram que estão prontos para agir imediatamente contra os vizinhos do Norte se necessário.


Sputnik

Em coletiva de imprensa, o porta-voz do Estado-Maior sul-coreano, Roh Jae-cheon, disse que, apesar da retórica do governo de Kim Jong-un, os especialistas militares do país não notaram qualquer atividade incomum na Coreia do Norte que pudesse indicar novas provocações, conforme relatou a agência Yonhap. No entanto, deixou claro que, se os avisos forem ignorados, Pyongyang enfrentará "a retaliação forte e resoluta dos aliados".



Soldados sul-coreanos participam de treinamentos de tiro frente a um possível ataque por parte da Coreia do Norte (foto de arquivo)
Soldados sul-coreanos © AFP 2017/ CHOO YOUN-KON

Desafiando os alertas do presidente norte-americano, Donald Trump, a Coreia do Norte anunciou um plano para atacar com mísseis balísticos a ilha de Guam, território americano no Pacífico que abriga importantes bases da Marinha e da Força Aérea dos EUA, país com o qual vem enfrentando tensões crescentes ao longo dos últimos meses.

Postar um comentário