Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Cruzador dos EUA naufragado em missão secreta foi encontrado no Pacífico após 72 anos

Os destroços do USS Indianapolis, cruzador americano atingido por um submarino japonês durante a Segunda Guerra Mundial, foram encontrados no Pacífico por uma equipe de investigadores liderada pelo bilionário e cofundador da Microsoft Paul Allen.


Sputnik

Allen confirmou a descoberta no sábado, revelando que os restos do navio foram encontrados a 5.500 metros de profundidade. O USS Indianapolis, o navio-almirante da Quinta Frota, se afundou em apenas 12 minutos.


USS Indianapolis em Pearl Harbor em 1937
USS Indianapolis em 1937 © AP Photo/

O navio naufragou nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial, quando foi atingido por um torpedo de um submarino japonês nas primeiras horas do dia 30 de julho de 1945. Antes do ataque, a nave tinha completado uma missão secreta que consistia em entregar componentes para a Little Boy, a bomba atômica lançada sobre a cidade japonesa de Hiroshima em 6 de agosto de 1945.

Cerca de 900 dos 1.196 marinheiros que formavam a tripulação sobreviveram ao naufrágio, mas acabaram morrendo de desidratação, afogados ou atacados por tubarões após passar cinco dias nas águas do Pacífico. No final, só sobreviveram 316 pessoas.

​Allen mostrou as primeiras fotos na sua conta do Twitter. O líder da expedição disse esperar que os sobreviventes e as famílias das vítimas se sintam aliviados por saber que a pesquisa finalmente deu os seus frutos.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas