Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Diferentes e parecidos: em que aspectos F-16 e MiG-29 se desafiam

Famoso, leve, universal e ainda relevante: há 40 anos, em 15 de agosto de 1978, a Força Aérea dos EUA adotou em serviço um caça multifuncional de quarta geração – o F-16.
Sputnik

No total, até 2018, mais de 4.500 aeronaves desse tipo foram construídas. Por sua produção em massa o "falcão de ataque", como os pilotos batizaram respeitosamente a aeronave, é um recorde mundial absoluto entre os caças leves. E por suas capacidades de voo e combate o F-16 figura ao mesmo nível dos principais concorrentes – os caças soviéticos e russos MiG-29.

Nesta matéria, a Sputnik apresenta as semelhanças e diferenças entre esses projetos, implementados quase simultaneamente.

Pequeno e armado

Na década de 1970, antes da introdução do caça pesado F-15 Eagle, a Força Aérea dos EUA percebeu que necessitava de um aparelho mais barato, simples e tecnologicamente avançado – um caça tático leve para obter superioridade aérea local. Cinco empresas norte-americanas apresentaram seus projetos. O Pentágono con…

Exército libanês anuncia cessar-fogo em ofensiva contra o Estado Islâmico

Ofensiva do exército libanês contra o grupo terrorista havia começado há uma semana. Hezbollah negocia a libertação de 9 militares libaneses sequestrados pelo Estado Islâmico em 2014.


EFE

O comando do Exército do Líbano anunciou neste domingo (27) um cessar-fogo na ofensiva contra o grupo jihadista Estado Islâmico nas regiões montanhosas de Ras Baalbeck e Qaa, na fronteira com a Síria, no nordeste do país.

Resultado de imagem para exercito libanes
Exército libanês nos arredores de Arsal, cidade perto da fronteira com a Síria - Bilal Hussein / AP

O cessar-fogo entrou em vigor às 7h (hora local, 1h em Brasília) e tem como objetivo "abrir caminho para a última fase das negociações para a liberdade dos nove militares libaneses sequestrados pelo EI em 2014", segundo comunicado.

A TV "Al Manar", do grupo xiita Hezbollah, anunciou que o cessar-fogo se estende também à região de Al Qalamun, segundo negociações feitas pelo grupo com o Estado Islâmico.

A ofensiva do exército libanês contra o grupo terrorista começou há uma semana, e neste período os militares recuperaram 100 dos 120 km² que os terroristas chegaram a dominar na região após se infiltrarem vindos da Síria.

Uma fonte militar disse à Agência Efe neste sábado (26) que as tropas não tinham dado começo ao ataque "final" em Ras Baalbeck e Qaa, onde se acredita que permaneçam cerca de 200 combatentes, para dar tempo às negociações entre Hezbollah e Estado Islâmico.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas